16°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Licença-maternidade para autônomas: apenas uma contribuição ao INSS agora é suficiente

Quem tem direito à licença-maternidade com apenas uma contribuição ao INSS?

07/04/2024 às 21h19
Por: Ricardo de Freitas Fonte: Redação
Compartilhe:
Licença-maternidade para autônomas: apenas uma contribuição ao INSS agora é suficiente
Licença-maternidade para autônomas: apenas uma contribuição ao INSS agora é suficiente

Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF) simplificou o acesso à licença-maternidade para trabalhadoras autônomas, seguradas especiais e facultativas. A partir de agora, basta ter realizado uma única contribuição ao INSS no mês anterior ao parto ou adoção para ter direito ao benefício.

Continua após a publicidade

Anteriormente, era necessário ter feito pelo menos dez contribuições mensais, o que criava uma barreira para muitas mulheres que não tinham renda fixa ou estavam em início de carreira. A nova regra reconhece a necessidade de proteger e garantir os direitos de todas as mulheres em igualdade de condições.

Veja como funciona a licença-maternidade para autônomas:

  • Duração: 120 dias, podendo ser estendida por mais 60 dias em caso de parto prematuro ou de gêmeos.
  • Valor do benefício: Corresponde à média das últimas 12 contribuições ao INSS, ou ao valor do último salário de contribuição, se for mais vantajoso.
  • Data de início: A partir do 28º dia antes do parto ou da data de adoção.
  • Como solicitar: O pedido de licença-maternidade pode ser feito online pelo portal Meu INSS ou pelo aplicativo do INSS.

Documentos necessários:

  • Documento de identidade;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Certidão de nascimento do bebê ou termo de guarda;
  • Comprovante de pagamento das últimas 12 contribuições ao INSS.

Têm direito à licença-maternidade com apenas uma contribuição ao INSS:

Continua após a publicidade
  • Trabalhadoras autônomas: Contribuintes individuais que pagam o INSS por conta própria.
  • Seguradas especiais: Agricultoras familiares, pescadoras artesanais, seringueiras, catadoras de materiais recicláveis e outras categorias que se enquadram nesta modalidade.
  • Seguradas facultativas: Estudantes, donas de casa e outras pessoas que optam por contribuir para o INSS.

Importante:

  • A regra da única contribuição vale para casos de parto ou adoção a partir de 17 de março de 2024, data da decisão do STF.
  • Para ter direito ao benefício, a contribuição ao INSS deve ter sido feita no mês anterior ao parto ou adoção.
  • O valor do benefício será calculado com base na média das últimas 12 contribuições ao INSS, ou no valor do último salário de contribuição, se for mais vantajoso.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
21°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 30°

20° Sensação
2.18km/h Vento
45% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h33 Nascer do sol
05h45 Pôr do sol
Sáb 30° 17°
Dom 31° 17°
Seg 31° 17°
Ter 30° 17°
Qua 30° 17°
Atualizado às 20h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,00%
Euro
R$ 5,56 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 362,859,97 +2,70%
Ibovespa
128,150,71 pts -0.1%
Publicidade
Publicidade