16°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

MEI: Reduza o Risco da Migração Automática de Regime pela Receita Federal

A migração automática de MEIs para o Simples Nacional, prevista para 2024, gera dúvidas e apreensões em muitos microempreendedores

19/04/2024 às 15h24
Por: Ricardo de Freitas Fonte: Redação
Compartilhe:
MEI: Reduza o Risco da Migração Automática de Regime pela Receita Federal
MEI: Reduza o Risco da Migração Automática de Regime pela Receita Federal

Ser um MEI (Microempreendedor Individual) oferece diversos benefícios, como a facilidade de abertura, gestão simplificada e tributação reduzida. No entanto, para aproveitar as vantagens desse regime ao máximo e evitar a exclusão, é fundamental tomar alguns cuidados importantes.

Continua após a publicidade

1. Atenção ao Faturamento:

  • Limite Anual: Fique de olho no limite de faturamento anual, que em 2024 é de R$ 144.000,00. Ultrapassar esse valor leva à migração automática para o Simples Nacional.
  • Monitoramento Mensal: Acompanhe seu faturamento mensal para se certificar de que está dentro do limite. Ferramentas online do Portal do MEI facilitam esse controle.

2. Atividades Permitidas:

Leia Também: 

Saiba como a Receita Federal fiscaliza o PIX de Microempreendedores Individuais (MEIs)

  • Confira a Lista: Verifique se sua atividade está entre as mais de 800 permitidas para o MEI. A lista completa está disponível no site do Sebrae e da Receita Federal.
  • Novas Atividades: Em caso de adição de novas atividades, certifique-se de que também sejam compatíveis com o MEI.

3. Regularidade das Obrigações:

Continua após a publicidade
  • DAS-MEI em Dia: Pague a DAS-MEI (Declaração Anual Simplificada do MEI) em dia todo mês, mesmo que não tenha faturado. Atraso gera multas e juros.
  • Declaração Anual: Faça a DASN-SIMEI (Declaração Anual do Simples Nacional do MEI) até o dia 31 de maio do ano seguinte, informando seu faturamento anual.

4. GestÃo Eficaz:

  • Controle Financeiro: Mantenha um registro organizado de suas receitas e despesas. Utilize ferramentas simples como planilhas ou softwares de contabilidade.
  • Notas Fiscais: Emita notas fiscais eletrônicas para todas as suas vendas, mesmo as isentas. Isso garante segurança jurídica e facilita a gestão.
  • Estoque e Compras: Controle seu estoque e mantenha notas fiscais de compras para comprovar a origem dos produtos.

5. Formalização e Crescimento:

  • Funcionário: Contrate, no máximo, um funcionário que receba o piso salarial da categoria ou o salário mínimo.
  • Filiais: Não abra filiais. O MEI só pode ter um único estabelecimento.
  • Socios e Administradores: Seja o único sócio ou administrador da empresa.

6. Busca por Orientação:

  • Contador: Consulte um contador especializado em MEIs para esclarecer dúvidas e garantir a regularidade do seu negócio.

Lembre-se: O MEI oferece diversas vantagens para quem deseja formalizar seu negócio e crescer de forma sustentável. Seguindo as dicas acima e buscando conhecimento, você garante o sucesso do seu empreendimento e evita a exclusão do regime.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Yargo BritoHá 4 semanas Salvador-BAO valor de 144 ainda não foi completamente aprovado, atenção. Mas a matéria está ótima, enxuta e as dicas são de ouro. Concordo plenamente Yargo Brito - Contador Especialista MEI 71 986757187
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
21°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 30°

20° Sensação
2.18km/h Vento
45% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h33 Nascer do sol
05h45 Pôr do sol
Sáb 30° 17°
Dom 31° 17°
Seg 31° 17°
Ter 30° 17°
Qua 30° 17°
Atualizado às 20h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 -0,49%
Euro
R$ 5,56 -0,23%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 362,586,60 +2,62%
Ibovespa
128,150,71 pts -0.1%
Publicidade
Publicidade