13°C 27°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Qual a diferença entre multa e autuação?

A principal diferença entre autuação e multa reside no caráter definitivo de cada uma

20/05/2024 às 12h02 Atualizada em 20/05/2024 às 14h00
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:
Multa e Autuação / Imagem Freepik
Multa e Autuação / Imagem Freepik

No trânsito, as palavras "multa" e "autuação" são frequentemente utilizadas como se fossem sinônimos, mas na verdade representam etapas distintas dentro de um mesmo processo. Compreender as diferenças entre elas é crucial para os condutores, pois garante o pleno exercício dos seus direitos e evita interpretações errôneas.

Continua após a publicidade

Autuação: O Registro da Infração

A autuação marca o início do processo de penalização por uma infração de trânsito. Nessa etapa, um agente de trânsito ou equipamento eletrônico flagra o condutor violando uma norma do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O agente então lavra o Auto de Infração de Trânsito (AIT), documento oficial que registra os detalhes da infração, como data, local, hora, tipo de infração e veículo envolvido.

É importante salientar que a autuação, por si só, não significa que a multa será aplicada. O AIT serve como base para a instauração de um processo administrativo, onde o condutor terá a oportunidade de se defender e apresentar suas justificativas.

Multa: A Penalidade Definitiva

Após a autuação, o processo segue para análise de um órgão de trânsito, geralmente o DETRAN. Lá, a infração é analisada e, caso não haja contestação ou a contestação seja indeferida, a multa é aplicada. A multa consiste em uma cobrança pecuniária imposta ao condutor como penalidade pela infração cometida.

O valor da multa varia de acordo com a gravidade da infração, podendo ser leve, média ou grave. Além da multa, a infração também pode gerar pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor, o que pode levar à suspensão ou cassação da CNH em casos mais graves.

Continua após a publicidade

O que é Defesa Prévia?

A Defesa Prévia representa a primeira oportunidade que o condutor tem para se defender contra uma infração de trânsito. Trata-se de um recurso administrativo, previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que permite ao condutor apresentar suas justificativas e contestar os fatos descritos no Auto de Infração de Trânsito (AIT).

O prazo para apresentar a Defesa Prévia é de 30 dias a partir da data de recebimento da Notificação de Autuação. Essa notificação é enviada pelo correio ao endereço do proprietário do veículo.

A Defesa Prévia deve ser protocolada no órgão de trânsito responsável pela autuação. Esse órgão geralmente é o DETRAN do estado onde a infração ocorreu. A entrega pode ser feita presencialmente, pelos canais online do órgão ou via correio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
26°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 27°

25° Sensação
4.12km/h Vento
29% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h44 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Qua 28° 15°
Qui 29° 16°
Sex 29° 16°
Sáb 29° 17°
Dom 31° 17°
Atualizado às 15h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,26%
Euro
R$ 5,84 +0,33%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,04%
Bitcoin
R$ 370,623,88 -3,34%
Ibovespa
119,630,44 pts 0.41%
Publicidade
Publicidade