15°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Um Estudo sobre o Mercado das Fintechs para Empresas de Contabilidade

Explorando Inovações Tecnológicas e Oportunidades para Contadores no Ecossistema Financeiro Digital

11/06/2024 às 16h03 Atualizada em 12/06/2024 às 08h44
Por: Ricardo de Freitas Fonte: Ricardo de Freitas
Compartilhe:
Um Estudo sobre o Mercado das Fintechs para Empresas de Contabilidade
Um Estudo sobre o Mercado das Fintechs para Empresas de Contabilidade

As fintechs, empresas que unem finanças e tecnologia, estão revolucionando o mercado financeiro, tornando-o mais acessível, eficiente e personalizado. Desde o surgimento dos caixas eletrônicos na década de 60, a tecnologia tem sido fundamental para a evolução dos serviços financeiros.

Hoje, com aplicativos bancários, PIX, bancos digitais e outras inovações, a área financeira se tornou cada vez mais digital, facilitando a vida dos consumidores e impulsionando o crescimento das fintechs.

O Cenário Atual das Fintechs no Brasil

No Brasil, existem atualmente 1.481 fintechs, segundo a ABFintechs. Esse número expressivo demonstra o potencial de crescimento e inovação do setor.

Áreas como blockchain e criptomoedas estão em ascensão, abrindo novas oportunidades e desafios. Além disso, a colaboração entre fintechs e instituições financeiras tradicionais está cada vez mais forte, criando um ecossistema financeiro mais integrado e eficiente.

Regime Tributário

Regimes de tributação aplicados atualmente

Segundo o Escritório de Advocacia Marcos Martins:

As fintechs podem optar por 3 regimes de tributação: Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real.

Para cada regime de tributação há uma carga tributária específica. Abaixo um resumo de forma estruturada da carga tributária

Marcos Martins Advogados
Marcos Martins Advogados
1] Sublimite de R$ 3.600.000,00 criado para a hipótese do ISS.
[2] É válido mencionar que, para a realização da apuração do imposto devido no mês, o contribuinte realiza o cálculo da alíquota efetiva (receita bruta acumulada nos últimos 12 meses (x) alíquota prevista no Anexo II (-) parcela a deduzir (/) receita bruta acumulada nos últimos 12 meses). Ainda, caso a razão entre a folha de salários e a receita bruta, no Simples Nacional, seja inferior a 28%, será aplicado o Anexo V, que impõe uma tributação maior, com alíquotas variáveis entre 15,50% e 30,50%, conforme as faixas descritas (Fator R).
[3] É importante destacar que, alguns serviços, podem utilizar as alíquotas reduzidas, com base nas exceções previstas em lei/instrução (como por exemplo: Instrução Normativa nº 1.700, de 2017).
[4] Incidente sobre a parcela dos lucros que exceder ao valor anual de R$ 240.000,00 (equivalente ao valor de R$ 20.000,00 mensais).

Um ponto interessante a ser destacado sobre o desenvolvimento de serviços financeiros tecnológicos, é a possibilidade de utilização de incentivos fiscais ligados à pesquisa e desenvolvimento de tecnologia, como por exemplo, aqueles relacionados à Lei do Bem (Lei nº 11.196/2005), os quais proporcionam um melhor aperfeiçoamento das tecnologias utilizadas em solo brasileiro.

O que muda com a aprovação da Reforma Tributária?

De início, é possível verificar que o texto da Reforma Tributária aprovado, previu a criação de um regime específico para os serviços financeiros, os quais englobam: seguros e resseguros, operações de crédito, câmbio, arrendamento mercantil, securitização, operações com títulos e valores imobiliários, capitalização, previdência privada, dentre outros.

Tais regimes de tributação podem oferecer, através da edição de leis complementares, alíquotas e bases diferenciadas, opções de creditamento do IBS, assim como delimitar a incidência sobre receita/faturamento ou monofásica (utilização de alíquota uniforme em todo o território nacional). A exceção está prevista para os serviços “remunerados por tarifas ou comissões”, os quais estarão sujeitos ao regime geral da CBS e IBS.

A previsão de um regime diferenciado pode ser uma boa notícia para o segmento, que acumula números de crescimento expressivos nos últimos anos. Porém, assim como nos demais setores de serviços, é inegável que a reforma representará um aumento significativo da carga tributária, ainda que em patamar menor aos demais serviços.

Especificamente para o setor financeiro, alguns pontos da Reforma Tributária também chamam a atenção e devem ser observados com cuidado, são eles:

  • Tributação no destino – À princípio, a tributação do IBS será realizada no destino, ou seja, onde o serviço é consumido. Nesse sentido, é possível que existam debates/divergências para repartição de receitas pelos municípios.
  • Bitributação (IOF x IBS) – Ainda não houve qualquer previsão expressa de alteração das regras de incidência do IOF, o que pode acarretar a bitributação de alguns serviços, diante da incidência concomitante do IBS.

Principais Segmentos das Fintechs

As fintechs atuam em diversos segmentos, oferecendo soluções inovadoras para diferentes necessidades financeiras:

  • Meios de Pagamento: Empresas oferecem soluções para facilitar e agilizar transações de pagamento, tornando-as mais seguras e convenientes para consumidores e empresas.
  • Gestão Financeira para Empresas: Fintechs  também oferecem ferramentas digitais para gestão financeira empresarial, como gateway de pagamentos e gestão de cobrança.
  • Empréstimos e Financiamento: Plataformas de empréstimo P2P e fintechs como o Nubank oferecem opções de crédito mais acessíveis e com processos simplificados.
  • Investimentos e Gestão de Patrimônio: Robo Advisors e plataformas de investimento democratizam o acesso ao mercado financeiro, oferecendo consultoria automatizada e facilidade para comprar e vender ações.
  • Seguros (Insurtech): Empresas de Insurtech estão modernizando o setor de seguros com apólices personalizadas e processos de reivindicação mais eficientes.
  • Gestão Financeira Pessoal: Aplicativos ajudam os usuários a controlar seus gastos, criar orçamentos e planejar suas finanças pessoais.

Benefícios das Fintechs

As fintechs oferecem diversas vantagens em relação aos bancos tradicionais:

  • Acessibilidade: Serviços a custos mais baixos, alcançando um público mais amplo.
  • Velocidade e Eficiência: Processos digitalizados e ágeis.
  • Inovação e Personalização: Soluções inovadoras e personalizadas para as necessidades dos clientes.

Desafios e Considerações

Apesar do crescimento acelerado, as fintechs enfrentam desafios como a regulamentação, a segurança cibernética e a construção da confiança dos consumidores. A regulamentação varia entre os países e pode dificultar a expansão internacional. A segurança cibernética é crucial, pois lidam com dados financeiros sensíveis.

O Futuro das Fintechs

As fintechs estão transformando o cenário financeiro global, oferecendo soluções inovadoras que facilitam o acesso a serviços financeiros, tornando-os mais eficientes e personalizados. Com a contínua evolução e superação dos desafios, o impacto das fintechs na economia e na vida dos consumidores tende a aumentar ainda mais.

Em resumo, as fintechs representam o futuro do mercado financeiro, impulsionando a inovação e a democratização do acesso a serviços financeiros. Com soluções cada vez mais eficientes e personalizadas, elas estão mudando a forma como lidamos com o dinheiro e construindo um futuro mais inclusivo e tecnológico para o setor financeiro.

Como as Empresas Contábeis podem Aproveirar este Nicho de Mercado das Fintechs?

Em primeiro lugar, não vemos empresas contábeis fazendo marketing para este tipo de cliente, talvez por desconhecimento da área ou mesmo por possíveis dificuldades para tratar este tipo de nicho. Abaixo vamos colocamos algumas informações importantes para Empresas Contábeis x Fintechs:

As empresas de contabilidade podem entrar no nicho das fintechs para fazer contabilidade de diversas formasA, aproveitando a expertise contábil e as novas tecnologias para oferecer serviços inovadores e eficientes:

  • Desenvolvimento de Integração Contábil Personalizado: Criar um segmento de contabilidade online personalizados para atender às necessidades específicas das fintechs, como integração com APIs de bancos digitais, plataformas de pagamento e sistemas de gestão financeira. Você pode usar sua fornecedora de software para isso.

  • Consultoria Especializada em Fintechs: Oferecer consultoria especializada em contabilidade para fintechs, auxiliando-as no cumprimento das obrigações fiscais e regulatórias, na gestão financeira e na tomada de decisões estratégicas.

  • Serviços de Contabilidade Online: Disponibilizar serviços de contabilidade online para fintechs, como escrituração contábil, apuração de impostos, emissão de relatórios financeiros e assessoria contábil.

  • Automação de Processos Contábeis: Implementar soluções de automação para otimizar os processos contábeis das fintechs, como reconhecimento automático de documentos, conciliação bancária automática e geração de relatórios personalizados.

  • Integração com Plataformas de Fintechs: Integrar os sistemas contábeis com as plataformas utilizadas pelas fintechs, como sistemas de gestão financeira, plataformas de empréstimo e plataformas de investimento.

  • Assessoria em Compliance Regulatório: Auxiliar as fintechs no cumprimento das regulamentações específicas do setor, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e as normas do Banco Central.

  • Educação Financeira para Fintechs: Oferecer cursos e treinamentos sobre contabilidade e finanças para os colaboradores das fintechs, auxiliando-os na gestão financeira e no cumprimento das obrigações contábeis.

  • Parcerias com Fintechs: Estabelecer parcerias com fintechs para oferecer serviços contábeis integrados às suas plataformas, ampliando o alcance e a oferta de serviços.

  • Marketing Digital para o Nicho de Fintechs: Utilizar estratégias de marketing digital para divulgar os serviços contábeis para o público de fintechs, como a criação de conteúdo relevante para blogs e redes sociais, participação em eventos do setor e realização de webinars.

  • Networking com o Ecossistema de Fintechs: Participar de eventos e comunidades do ecossistema de fintechs para estabelecer contatos, trocar experiências e identificar oportunidades de negócios.

Ao adotar essas estratégias, as empresas de contabilidade podem se posicionar como parceiras estratégicas das fintechs, oferecendo soluções personalizadas e inovadoras para atender às suas necessidades específicas e contribuir para o seu sucesso no mercado.

Informações do Banco Central

https://www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/fintechs

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Luiz BispoHá 2 semanas São Paulo/SPA FBispo Sociedade Contábil é um Escritório especializado em fintechs. Oferecemos BPO Contábil, tributário e trabalhista. fbispo.com.br.
Mostrar mais comentários
Marketing com Ricardo de Freitas
Sobre o blog/coluna
No mundo digital de hoje, a personalização é mais do que um luxo; tornou-se uma expectativa fundamental dos consumidores. À medida que navegamos pela era da informação, somos bombardeados por uma avalanche de conteúdos. Diante desse cenário, a capacidade de uma marca de se destacar no meio da multidão depende cada vez mais de sua habilidade em oferecer experiências personalizadas e significativas aos seus clientes. Este artigo explora a importância da personalização no marketing digital
Ver notícias
Uberlândia, MG
23°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 28°

22° Sensação
4.12km/h Vento
43% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h45 Nascer do sol
05h45 Pôr do sol
Ter 30° 16°
Qua 30° 17°
Qui 31° 18°
Sex 31° 17°
Sáb 32° 18°
Atualizado às 10h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 -0,87%
Euro
R$ 5,78 -0,51%
Peso Argentino
R$ 0,01 -1,28%
Bitcoin
R$ 349,537,78 -4,12%
Ibovespa
122,186,88 pts 0.7%
Publicidade
Publicidade