O que é SAT, como funciona, vantagens e como emitir?

Descubra um pouco mais sobre este equipamento que gera cupom fiscal eletrônico

Compartilhe
PUBLICIDADE

Pode ser que você ainda não conheça o SAT (Sistema de Administração Tributária). Essa sigla refere-se ao equipamento que gera e autentica o Cupom Fiscal Eletrônico (CF-e) e realiza a transmissão dessa informação à Secretaria da Fazenda (SEFAZ). O SAT é um aparelho capaz de emitir o Cupom Fiscal Eletrônico.

O objetivo é um equipamento que possui um software capaz de fazer a validação do XML antes de enviar ao SEFAZ.

O Sistema foi criado para substituir o Emissor de Cupom Fiscal para que o comerciante tenha mais agilidade, segurança e praticidade na emissão do Cupom Fiscal.

Em São Paulo, por exemplo, os consumidores podem localizar com mais rapidez o documento fiscal no programa da Nota Fiscal Paulista.

Quer saber mais? Acompanhe a leitura.

O que é o sistema SAT?

O Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos, conhecido pela sigla SAT, é um equipamento que documenta as operações comerciais do setor varejista. 

O SAT substituiu o antigo Emissor de Cupom Fiscal (ECF) e faz a documentação eletrônica das mercadorias, autenticação com validade jurídica dos CF-e-SAT e transferência automática (via internet) à SEFAZ. 

Esse equipamento é interligado a um Aplicativo Comercial, que recebe os dados de vendas, valida as informações e gera o CF-e SAT, com assinatura digital. As transmissões de informações são periódicas e toda a comunicação com o fisco é feita via internet. 

Entre os benefícios em utilizá-lo estão a redução de custos, a emissão de documentos fiscais eletrônicos com validade jurídica e simplificação das obrigações acessórias.

O que preciso para usar o SAT Fiscal?

Como se trata de um aparelho com software implantado, é necessário ter alguns outros equipamento para o uso dele, como:

  • Computador com porta USB disponível;
  • Equipamento SAT;
  • Frente de caixa (com algum software que trabalhe com o Sistema de Administração Tributária);
  • Impressora;
  • Ser Simples Nacional;
  • Estar no plano Pequeno ou Médio;
  • Possuir certificado digital A1;
  • Internet.

Como funciona o SAT?

Ao passo que uma compra for concluída, o SAT, automaticamente, irá fazer uma conexão com a Secretaria da Fazenda e solicitar a validação dos dados do Cupom Fiscal.

Por fim, o órgão devolve a confirmação da emissão do Cupom Fiscal, permitindo a impressão do mesmo.

Quais estados utilizam o SAT?

Atualmente, os estados de São Paulo e do Ceará utilizam este sistema para a emissão de suas notas fiscais. O estado de Santa Catarina está em processo de aderir a esse equipamento.

A maioria dos estados brasileiros adota como documento fiscal para consumidor final a NFC-e, mas algumas UF adotaram o sistema para suportar essas emissões. 

Como fazer a emissão com o SAT Fiscal?

No Estado de São Paulo é feito assim: após adquirir os equipamentos necessários e ativar no SGRSAT (Sistema de Gestão e Retaguarda do SAT-CF-e) é preciso vincular o CNPJ da sua empresa ao número de série do aparelho.

Feito esse procedimento, já é possível ativar o equipamento e usá-lo normalmente.

Quais as vantagens de usar o SAT?

Dentre as vantagens, podemos citar as seguintes:

  • Agilidade na consulta de documentos fiscais;
  • É possível o cancelamento cupom fiscal mesmo após novas vendas ou impressão de relatórios gerenciais e documentos não fiscais;
  • Elimina a complexidade e a exigência de relatórios;
  • O SAT Fiscal não precisa ficar a mostra do fisco ou do consumidor, ele pode ficar em local um reservado do público;
  • O aparelho permite o cancelamento de qualquer venda em até 30 minutos após a impressão;
  • O Sistema não precisa ter papel certificado. É possível usar de qualquer tipo
  • Reduz a quantidade de erros no envio, autuações e multas aos lojistas;
  • Redução de custos e manutenção de equipamentos;
  • Simplificação de obrigações acessórias junto ao Ministério da Fazenda.

Qual a diferença entre NFC-e SAT?

A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) é um documento digital que está substituindo o tradicional cupom fiscal, emitido por ECF. Essa nota é destinada a vendas presenciais ou de entrega a domicílio para o consumidor final. 

A NFCe é um documento digital baseado em software com objetivo de registrar as operações de venda comercial para o consumidor final e está presente em vários estados.

Por sua vez, o SAT é um dispositivo físico responsável por gerar e emitir e enviar o Cupom Fiscal Eletrônico e, por enquanto, está apto para São Paulo e Ceará.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação