Pagar 20% de INSS dá direito a uma aposentadoria maior?

A alíquota de 20%, que é chamada de Plano Normal, equivale a R$ 242,40 de um salário-mínimo (R$ 1.212,00), em 2022

Quem não quer aposentar e receber o valor mais alto possível, não é? Por isso muitos contribuintes preferem contribuir com alíquota de 20%, mas será que isso ajuda mesmo?

É isso que nós vamos ver agora! Continue conosco e saiba mais sobre as alíquotas de contribuição e como escolher a sua.

Afinal, o que é alíquota de contribuição do INSS?

Antes de tudo, precisamos esclarecer o que são as alíquotas de contribuição do INSS e para que elas servem.

Vamos lá. Existem 3 tipos de alíquotas: 20% 11% e 5%. Alíquota é a porcentagem da base de cálculo que você escolheu pagar. 

Plano Normal: 20%

O percentual de 20% sobre a remuneração pode ser pago pelo contribuinte individual ou facultativo que almeja obter a aposentadoria por tempo de contribuição.

Também vale para garantir valor de benefício maior que o salário mínimo, se optar pela aposentadoria por idade

Plano Simplificado: 11%

Na alíquota de 11%, é obrigatório usar como base de cálculo um salário mínimo. Para saber quanto você pagará por mês é só multiplicar R$ 1.212,00 por 0,11, igual a R$ 133,32.

O Contribuinte Individual e o Facultativo que pagam o INSS através do Plano normal (20%) poderão, a qualquer momento, optar pelo pagamento neste Plano simplificado (11%), bata alterar o código de pagamento no momento de preencher a Guia da Previdência Social (GPS).

Plano baixa renda

Este plano tem uma alíquota de 5%, cuja base de cálculo também deve ser o salário mínimo, é destinada somente ao segurado facultativo que seja membro de família de baixa renda, com ganhos de até dois salários mínimos e que esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais, com situação atualizada. 

Porque a alíquota de 20% pode dar direito a um valor mais alto de aposentadoria?

Por que diferente das outras alíquotas de 5% e 11% nessa você pode escolher contribuir com qualquer valor entre o salário-mínimo e o Teto do INSS.

Em 2022, o teto da previdência é de R$ 7.087,22 e o máximo que você precisa recolher por mês é R$ 1.417,44 (20% de R$ 7.087,22).

Mas vale lembrar que contribuir com 20% não é garantia para uma aposentadoria alta, isso dependerá tanto do seu tempo e histórico de contribuições.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.