Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda

Compartilhe
PUBLICIDADE

De acordo com a MP 1.045/2021, foi reformulado o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, o mesmo já entrou em vigor nesta quarta-feira, 28. No artigo de hoje vamos esclarecer um pouco mais sobre este assunto. Acompanhe

Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda

Este programa permite o corte de jornada e salários de trabalhadores da rede privada, assim como a suspensão temporária de contratos. 

Redução de jornadas e salários 

  1. Redução de 25% proporcional de jornada de trabalho e de salário; 
  2. Redução de 50% proporcional de jornada de trabalho e salário;
  3. Redução de 70% proporcional de jornada de trabalho e salário.
corona vírus

Contrato de trabalho 

A suspensão do contrato de trabalho vai funcionar da seguinte forma:

  1. É possível que o trabalhador receba 100% do valor do seguro-desemprego a que o empregado teria direito; 
  2. Sendo possível também que o trabalhador receba 70% do seguro-desemprego  a que o empregado teria direito em casos em que a empresa teve como ganho  no ano-calendário de 2019, um valor superior a R $4.8 milhões.

Benefício Emergencial 

Este é calculado de acordo com o valor do seguro-desemprego, juntamente com o percentual do corte de jornada do trabalhador.

Teto do auxílio 

Este por sua vez poderá ser pago em situações de interrupção de contrato,  o que seria no valor do seguro-desemprego, podendo chegar a R $1.911,84.

MP 1.045/2021

Resumindo, estes acordos para a redução de jornadas e salários ou suspensão dos contratos de trabalhos, começam a valer hoje, quarta-feira,28 . 

Ressaltando que todos os acordos precisam ser informados ao sindicato da categoria dos empregados em um período de 10 dias corridos, começando a contar da data da sua celebração. 

Por Laís Oliveira.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação