var _comscore = _comscore || []; _comscore.push({ c1: "2", c2: "14194541" }); (function() { var s = document.createElement("script"), el = document.getElementsByTagName("script")[0]; s.async = true; s.src = (document.location.protocol == "https:" ? "https://sb" : "http://b") + ".scorecardresearch.com/beacon.js"; el.parentNode.insertBefore(s, el); })();

Quem recebeu um afastamento do INSS, pode perder o direito às férias?

Esta questão irá depender de algumas particularidades. Entenda

Compartilhe
PUBLICIDADE

De antemão, é preciso entender que conforme a legislação, o empregado passa a ter direito às férias de 30 dias, após ter completado 12 meses de trabalho junto a empresa. Desta forma, é nesse período que o afastamento previdenciário pode interferir. 

Diante disso, deve ficar claro que o afastamento provindo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), não leva exatamente a perda das férias remuneradas, mas pode sim influenciar no período aquisitivo deste direito. 

Conforme as regras estabelecidas por lei, quando um determinado funcionário é afastado por um período igual ou inferior a 6 meses, nada acontece, de modo que o afastamento não afeta o direito às férias do trabalhador. Assim sendo, ele irá poder desfrutar das suas férias normalmente, conforme seu período estabelecido no contrato de trabalho 

No entanto, em casos onde o afastamento previdenciário é superior a 6 meses, sejam consecutivos ou não, ele perde o direito às férias, dado que contagem de meses para período aquisitivo começará a contar a partir da volta do empregado. 

Em outras palavras, os meses em que ele estiver afastado neste último caso, não contará para o período aquisitivo das férias. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com o Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil