Saiba como contestar se você foi excluído do auxílio de R$ 300

0

Aproximadamente 5,7 milhões de beneficiários do auxílio emergencial que recebem ou receberam suas respectivas parcelas de R$ 600 devem ficar de fora das parcelas de extensão no valor de R$ 300.

Entretanto, saiba que caso você tenha sido excluído das novas parcelas de R$ 300 do auxílio emergencial, é possível contestar a decisão do governo federal, caso você entenda que a medida foi injusta devido a sua situação, seja econômica, de trabalho dentre outras possibilidades.

Segundo o Ministério da Cidadania, o número de beneficiários que vão deixar de receber as parcelas de extensão de R$ 300 chega em torno de 5,7 milhões de pessoas.

Contudo a ideia do governo é avaliar primeiro as negativas quanto ao auxílio de R$ 600 e depois partir para as parcelas de R$ 300.

Auxílio Emergencial

Fui excluído, como contestar?

É possível recorrer por meio da Defensoria Pública da União (DPU) e também através do aplicativo e site do Auxílio Emergencial. Existe também a possibilidade de contestar pelo site da Dataprev, veja como:

  • Acessar o site Dataprev;
  •  Inserir informações pessoais (nome completo, data de nascimento, nome da mãe e CPF); e
  • Após essa fase, aparecerá se você continua ou não recebendo o auxílio de R$ 300 e, em caso positivo, o botão de “contestação” para fazer o novo pedido.

A Dataprev é uma empresa parceira tecnológica do governo que atua no reconhecimento do direito ao auxílio informou. Na segunda-feira,28, a empresa informou que cerca de 529,5 mil solicitações estavam em reanálise. Dessas, 265 mil são contestações feitas pelos sites da Caixa ou da própria Dataprev.

Vale lembrar que somente quem concluiu o calendário das cinco parcelas de R$ 600 pode conferir se terá direito as parcelas de extensão de R$ 300.