Saque Emergencial do FGTS ainda pode ser liberado em 2021?

O saque emergencial é esperado por milhares de trabalhadores, contudo, muitos pontos travaram a medida para este ano

O saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) vem sendo esperado por muitos trabalhadores desde o final do ano passado. Para quem não se lembra, o saque emergencial permitiu de modo excepcional, que todos os trabalhadores com saldo vinculado ao fundo pudessem resgatar até um salário mínimo em 2020.

O saque emergencial foi liberado em decorrência da pandemia da covid-19, e também foi cogitado para este ano, contudo, pouca informação sobre a medida de fato veio a ser noticiada e muitos trabalhadores ainda pedem ou aguardam a liberação do benefício.

Possibilidade do saque em 2021

O tema a respeito do saque emergencial do FGTS para este ano, surgiu diante da pressão que o governo sofreu no final de 2020 e inicio deste ano, com o fim do auxílio emergencial e os pedidos de renovação do programa.

Diante desse cenário de forte pressão, o Ministério da Economia, estava estudando liberar uma nova rodada de saques do FGTS para compensar o fim do benefício em 2021.

O objetivo do governo quando levantou a possibilidade de saque do FGTS seria como uma resposta a pressão sofrida com o fim do programa bem como para conseguir injetar dinheiro na economia sem exigir um aumento do endividamento, nem o rompimento do teto de gastos.

Saque não será liberado este ano

O objetivo do governo frente a liberação do novo saque emergencial era encontrar uma maneira de injetar recursos na economia e conseguir aliviar o sufoco frente a pressão com o fim do auxílio. Contudo, após grande debate acerca do tema, no mês de abril, o governo acabou cedendo a pressão e reeditou o auxílio emergencial para 2021.

Assim, desde então nada mais sobre o FGTS emergencial veio a ser tratado pelo governo. Porém, no mês de junho, com o questionamento de diversos portais de notícia como o próprio Jornal Contábil o ministério da Economia enviou uma nota esclarecendo o tema.

Segundo nota enviada, o ministério declarou que, devido a elaboração de diversas medidas e programas emergenciais frente a pandemia este ano, como o retorno do auxílio emergencial e o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), o saque emergencial do FGTS já não fazia mais parte dos planos do governo.

Além disso, o FGTS é um programa que já vinha enfrentando dificuldades, o que o tornava mais difícil ainda de ser liberado, isso porque o aumento do desemprego e da pejotização tem reduzido a mão de obra assalariada no país, reduzindo assim as contribuições ao fundo. Sem contar que os saques acabaram aumentando.

Logo, não há mais possibilidades para uma nova rodada de saque emergencial este ano, de acordo com membros do ministério da Economia, o momento é de recuperação para o FGTS.

Comentários estão fechados.