var _comscore = _comscore || []; _comscore.push({ c1: "2", c2: "14194541" }); (function() { var s = document.createElement("script"), el = document.getElementsByTagName("script")[0]; s.async = true; s.src = (document.location.protocol == "https:" ? "https://sb" : "http://b") + ".scorecardresearch.com/beacon.js"; el.parentNode.insertBefore(s, el); })();

Sinais de recuperação ocorreram em setor de serviços

Compartilhe

Maior aplicativo de contratação de serviços da América Latina identificou em levantamento primeiro aumento na demanda, após queda brusca que atingiu o setor em meio a pandemia

PUBLICIDADE

A pandemia da Covid-19 afetou diretamente o setor de serviços autônomos no Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de serviços apresentou uma queda recorde de -12% em abril.

Apesar de o mercado ainda apresentar instabilidade, o setor vem sinalizando uma melhora gradativa, como mostra o relatório do GetNinjas, maior aplicativo de contratação de serviços da América Latina, que vem analisando periodicamente os impactos da Covid-19 no setor de serviços autônomos desde o início de março.

De acordo com o levantamento, a demanda por serviços aumentou 15,3% entre os dias 31 de maio a 6 de junho, em comparação com os dias 8 a 14 de março, período em que a crise não havia atingido o setor ainda.

“Percebemos neste levantamento um reflexo da mudança de comportamento do consumidor e a necessidade de readequação e busca por alternativas pelos profissionais em meio a crise.

Por isso, reestruturamos o modelo de negócios da plataforma para ofertar muito mais serviços de forma 100% remota, garantindo assim a segurança tanto do cliente quanto do prestador do serviço”, comenta Eduardo L’Hotellier, fundador e CEO do GetNinjas.

Categorias mais afetadas

Os profissionais que trabalham nas categorias “Eventos” e “Serviços Domésticos” foram os mais afetados com a redução progressiva de pedidos pelo aplicativo.

Com o avanço do novo coronavírus, a necessidade do distanciamento social tem sido reforçada pelas autoridades de saúde e, com isso, muitas pessoas deixaram de realizar eventos ou contratar profissionais para realizarem serviços dentro de suas casas.

A categoria Eventos já chegou a uma queda de -86% na demanda, entre os dias 10 a 16 de maio, em comparação com os dias 8 a 14 de março.

Entretanto, a última atualização do relatório registrou -78%, onde houve uma pequena redução na queda pela demanda desta categoria, entre os dias 7 e 13 de maio, comparado com o mesmo período.

Os serviços que tiveram menos procura, foram: churrasqueiros, garçons e copeiras e DJs.

Já a categoria “Serviços Domésticos” chegou a uma queda de -68% na demanda, entre os dias 22 a 28 de março, comparado com os dias 8 a 14 de março.

Reestruturação do modelo de negócios

Na última semana analisada houve uma redução de -30% na demanda desta categoria, entre os dias 7 a 13 de maio, em comparação com o mesmo período.

Os serviços mais afetados desta categoria, foram: cozinheira, motorista, passadeira e diarista.

Sinais de recuperação do setor de serviços

Muito desse aumento é representado pela categoria “Assistência Técnica”, que teve um aumento significativo na demanda.

O aumento já chegou a 70% – maior pico registrado até agora, entre os dias 24 a 30 de maio, em comparação com os dias 8 e 14 de março.

Em maio, o aplicativo identificou nesta categoria mais de 100 mil pedidos.

Os serviços dessa categoria que mais tiveram aumentaram nesse período no aplicativo, foram: conserto de videogame (+204%), notebook (+130%), televisão (+124%), tablet (+117%), microondas (+105%), computador e desktop (+96%), celular (+77%), eletrodomésticos (+74%), fogão e cooktop (+68%), aparelho de som (+62%) e lava-roupa (+62%).

A categoria “Reformas e Reparos”, uma das mais solicitadas no aplicativo, sofreu diretamente com a chegada da crise gerada pelo novo coronavírus.

Com isso, a queda na demanda chegou a -51%, entre os dias 22 a 28 de março, em comparação com os dias 8 a 14 de março.

Porém, após uma redução gradativa que ocorreu na queda da demanda nas semanas seguintes, o aplicativo registrou um aumento de 14% na procura, entre os dias 7 a 13 de junho, em relação ao mesmo período.

Só em maio, esta categoria identificou mais de 130 mil pedidos no app.

Com o objetivo de evitar que os profissionais e os consumidores corram riscos de contraírem ou transmitirem o novo coronavírus (Covid-19), o GetNinjas está realizando uma campanha interna para auxiliar e orientar todos os prestadores de serviço cadastrados no aplicativo à tomarem as devidas medidas de segurança e prevenção, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, nos serviços essenciais que precisam ser feitos presencialmente.

Sobre o GetNinjas

Disponível para Android, iOS e web, o GetNinjas foi eleito, em 2017, pela Forbes Brasil como uma das empresas mais promissoras do Brasil.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil