Sociocracia: Saiba o que é, e como construir um ambiente sociocrático na sua empresa

0

Na Plano Consultoria a prática da sociocracia está integrada em nossa filosofia e na maneira como tomamos decisões.  

Antes de iniciarmos esclarecimentos sobre esse assunto, indicamos de antemão uma leitura primordial para entender com maior profundidade, o livro “Muita vozes uma canção” dos autores Ted Rau e Jerry Koch.

O Método da Organização do Círculo Sociocrático (SCM) nasceu na Holanda e foi desenvolvido pelo engenheiro elétrico Gerard Endenburg.

Etimologicamente falando, a palavra sociocracia tem origem no latim socius, significa companheiros, colegas ou associados.

As vantagens proporcionadas em ambientes sociocráticos foram apontadas ainda no século 19 na filosofia do francês Auguste Comte

O entendimento sobre sociocracia é essencial para que possamos aplicar a colaboração nas organizações.

Todas as decisões num ambiente sociocrático são tomadas por meio da coletividade, consentimento e, com isso, a autogestão é representada de maneira fluída, pois as partes se convergem e se comunicam com transparência e inclusão.

A ideia de autogestão não se resume a tomada de decisões sem burocracia, mas a organização que existe por trás dessa tomada de decisão, considerando a todos os envolvidos, diferentes necessidades e realidades.

Levando em consideração tais pontos, também trabalha-se a democracia nas organizações, pois nada adianta eliminar a burocracia e não existir uma metodologia clara de como as decisões e escolhas são definidas.

Como construir ambientes sociocráticos?

As organizações devem atentar-se aos ecos e vozes que existem no próprio contexto.

Portanto, o termo “muitas vozes” é exatamente esse paralelo. Uma canção é composta por inúmeros recursos audiovisuais, existe a linguagem, a apuração auditiva, a integração sensória dos sentidos.

Na canção, também há uma história a contar através desses múltiplos sentidos e somente integrando harmoniosamente todos esses conceitos é que se constrói a obra.   

A canção representa essa riqueza de integração que precisa existir em ambientes colaborativos, vozes em conjunto, tons diferentes e ritmos em harmonia compondo o espaço que desejam construir.

Por muitos anos os colaboradores foram vistos como ‘cordas de violão’, material físico que produz um som relativamente importante, mas sem valor agregado, sons soltos e não integrados a uma canção.

A sociocracia torna todos os integrantes artistas, criadores e distantes de ser meramente uma matéria que reproduz, mas que cria, e tem liberdade para tal.

Ambientes flexíveis em diferentes formatos de organizações

Um debate importante é sobre o formato de organização que a sociocracia pode ser aplicada.

Não há regras, por outro lado, há de existir a construções de padrões e abordagens adaptáveis às diferentes necessidades.

A governança dinâmica, por exemplo, é indicada para solução de problemas complexos enfrentados pela organização. Gera os seguintes benefícios:

  • Fortalece a liderança;
  • Trabalha a adaptabilidade e flexibilidade;
  • Desenvolve o espírito empreendedor, desperta a criatividade e a inovação;
  • Aumenta a produtividade e, consequentemente, diminui o tempo nas reuniões para alinhamentos;
  • Trabalha o potencial de autogestão;
  • Desperta o engajamento e comprometimento dos colaboradores.

O atendimento ao cliente também se beneficia em diversos pontos, tanto na entrega de valor, como na eficácia e agilidade dos serviços.

A governança dinâmica é também aplicada em organizações governamentais. Nesse caso, ajuda no fortalecimento da democracia nesse ambiente, orientando a todos os envolvidos na construção de igualdade e liberdade.

A sociocracia em ambientes estatais tem um papel muito importante, pois se trata de elaborar práticas para um contexto que vai exigir alta capacidade de previsão de impactos.

Além da autogestão, sincronia das ‘vozes’ e a colaboração mútua, há de se pensar sobre como as práticas desenvolvidas irão repercutir em outro ambiente complexo, que é o contexto social e todas as suas vertentes.

Os benefícios da sociocracia nas organizações governamentais são:

  • Governança inclusiva na prática, considerando com profundidade conceitos da democracia;
  • Reforçar a criatividade e inteligência coletiva na criação de soluções e percepção de ambientes complexos;
  • Elaborar uma estrutura que propicia a atividade em bairros e a participação desse contexto nas decisões.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Plano Consultoria