Vale do Panjshir, conheça a região onde se refugia a resistência ao Talibã

O último grande grupo de resistência ao Talibã espera conseguir ajuda do ocidente para enfretar os extremistas.

Compartilhe
PUBLICIDADE

Na última semana, o Afeganistão tem vivido dias de alarde e desespero. A insegurança frente ao novo governo traz preocupações concretas para a população afegã. 

O grupo fundamentalista extremista tomou a capital Cabul e avança em todo o território afegão após a retirada das tropas norte-americanas da região. 

Vale do Panjshir 

O grupo extremista fundamentalista, Talibã, afirmou ter cercado a província do Vale do Panjshir nesta segunda-feira (23). 

O Vale do Panjshir é a única das 34 regiões provinciais que ainda mantém alguma resistência ao grupo extremista.

Além da luta contra a tomada de poder, a resistência da província conseguiu retomar o controle de mais três regiões na província de Baglhan.

O Vale é localizado em uma região montanhosa e ingrime, a localização causou dificuldades na década de 80 quando a União Soviética buscou ocupar conquistar o território.

A capital de Panjshir se localiza a 120 km de distância de Cabul, capital tomada pelo Talibã na semana passada. Os extremistas alegam querer negociar com a resistência ao invés de combater diretamente. 

Resistência afegã 

Ahmad Massoud, filho do famoso comandante Massoud e Amrullah Salleh, vice-presidente do Afeganistão, lideram a resistência que tem se formado na região montanhosa. 

Com a fuga do presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, Amrullah seria o legítimo presidente interino do país. 

Ahmad Massoud de 32 anos, vem recorrendo à imprensa internacional ocidental para solicitar ajuda para a resistência afegã que busca combater as forças do Talibã.

Salleh afirmou na última terça-feira (17), que “em hipótese alguma se curvaria” “aos terroristas do Talibã”. Em defesa do Afeganistão, alegou que os combatentes que resistem a invasão Talibã não se desmotivaram e solicitou “junte-se à resistência.”

O comandante Bismillah Mohammadi, deposto do cargo de ministro da Defesa, também se refugia na região. 

O líder da resistência, Ahamad Massoud é filho do comandante Massoud, conhecido como “Leão de Panjshir”, ficou famoso por sua atuação contra a invasão soviética ocorrida na década de 1980.

No ano de 2001, o comandante Massoud foi morto pela organização terrorista, Al Qaeda. 

O que tem acontecido no Afeganistão? 

Nas últimas semanas as forças invasoras organizadas pelo Talibã ganharam território e continuam avançando para a total tomada de controle do Afeganistão. 

Com a retirada das tropas norte-americanas, o caminho ficou livre para o grupo extremista. O presidente Ashraf Ghani abandonou o país na última semana, quando as tropas do Talibã se encaminhavam para a capital Cabul. 

A liderança do grupo Talibã afirmava querer uma rendição pacífica. Segundo o Ghani, sua fuga teria sido motivada pela preservação da vida ao evitar um banho de sangue na nação.

Em comunicado publicado na rede social Facebook, o presidente em fuga informou “o Talibã venceu… e agora é responsável pela honra, propriedade e autopreservação de seus compatriotas.”

O grupo extremista anunciou na semana passada por meio do porta-voz , Suhail Shaheen, que desferiu um “chamado ao presidente Ashraf Ghani” para que houvesse uma transição pacífica de governo. 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil