var _comscore = _comscore || []; _comscore.push({ c1: "2", c2: "14194541" }); (function() { var s = document.createElement("script"), el = document.getElementsByTagName("script")[0]; s.async = true; s.src = (document.location.protocol == "https:" ? "https://sb" : "http://b") + ".scorecardresearch.com/beacon.js"; el.parentNode.insertBefore(s, el); })();

Veja como diminuir o risco de ciberataques com base em 8 tendências de segurança digital

Oito a cada dez empresas no Brasil afirmam que irão investir em segurança cibernética nos próximos meses

Compartilhe
PUBLICIDADE

O mercado de tecnologia e cibersegurança está em plena expansão e, diante desse cenário, as empresas estão entendendo, cada vez mais, os riscos de ataques e invasões, buscando soluções para evitar e tratar essas vulnerabilidades. De acordo com a pesquisa Global Digital Trust Insights Survey, 8 a cada 10 empresas no Brasil afirmam que irão investir em segurança cibernética nos próximos meses.

Entretanto, segundo um estudo da plataforma de conteúdo do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), o Brasil está entre os cinco países com progresso mais lento e desigual na criação de um ambiente de defesa cibernética.

“Por ser um mercado aquecido, mas com falta de mão de obra especializada, várias companhias estão se dedicando ao treinamento de profissionais para atuar nessa área, entretanto, os resultados são a longo prazo. Até lá, para diminuir o impacto, as empresas precisam buscar soluções inovadoras, que contribuam na identificação de riscos e na implementação de controles de segurança”, explica Bruno Telles, COO da BugHunt, primeira plataforma brasileira de Bug Bounty, programa de recompensa por identificação de falhas.

Para o executivo, é importante que as empresas que estão preocupadas com a segurança digital se mantenham atualizadas em relação a o que está em alta. “Tanto para fazer um investimento certeiro, quanto para se proteger de futuros riscos e até mesmo ataques”, complementa.

Pensando nesse cenário, o especialista elencou as principais tendências de cibersegurança que devem nortear as ações em 2023, com o propósito de conscientizar sobre os riscos dos ciberataques e, ainda, contribuir para um impacto positivo no setor de segurança da informação brasileiro. Confira:

Rede 5G

O 5G começou a dar seus primeiros passos no Brasil em 2022. Entregando  baixa latência e conexões mais rápidas e estáveis que as gerações anteriores, a promessa é que a rede esteja ainda mais difundida em 2023.

Leia também: Cibersegurança: Um Assunto De Relevância Para Empresas E Governo!

Inteligência Artificial adaptável

Diferente das Inteligências Artificiais tradicionais, a IA adaptável consegue revisar seu próprio código e se ajustar às mudanças necessárias, descobertas durante o uso, trazendo mais versatilidade e facilitando resoluções de problemas.

Segurança na nuvem

Como grande parte dos arquivos e dados de hoje em dia são armazenados em nuvens, uma das tendências mais essenciais para 2023 é repensar a forma de garantir a segurança e privacidade dessas informações. 

Leia também: Cibersegurança Necessita De Investimentos E Conscientização!

Localização de dados 

Está cada vez mais difícil saber a origem e o destino das informações do mundo digital e, diante das leis de privacidade, surge a necessidade de desenvolver estratégias que possam rastrear a localização dos dados presentes na internet. 

Privacy-Enhancing Computation (PEC)

O Privacy-Enhancing Computation (PEC) ou Computação de Aprimoramento de Privacidade é o termo usado para as tecnologias que equilibram os requisitos de privacidade individual e, ao mesmo tempo, permitem que os dados sejam reunidos e gerenciados. 

Leia também: Dia Da Internet Segura: Veja Como Usuários E Empresas Podem Se Proteger No Ambiente Virtual

Bug Bounty

O Bug Bounty tem sido uma grande promessa para a segurança digital e, em 2023, a expectativa é que os programas de recompensas por bugs estejam mais consolidados no mercado, garantindo mais segurança para empresas e organizações. 

Privacidade em todas as etapas da experiência do usuário

Cada vez mais, os usuários estão se preocupando com o destino de suas informações. Diante disso, em 2023, a tendência é que mais etapas de privacidade sejam incluídas em todas as fases da experiência do usuário em prol de garantir mais segurança para os dados coletados.

Computação confidencial

Ainda buscando garantir mais privacidade e segurança para os dados, a computação confidencial é uma tendência que visa reduzir riscos durante o acesso de informações. Essa tecnologia isola os dados enquanto são processados por meio da criptografia, assim, as informações só podem ser acessadas com autorização.

A BugHunt é a primeira plataforma brasileira de Bug Bounty, programa de recompensa por identificação de falhas, que une empresas comprometidas com a segurança da informação e privacidade de seus usuários e/ou clientes a pesquisadores do setor.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil