Você sabe o que é uma PEC e como é feita sua tramitação?

Compartilhe
PUBLICIDADE

Com a iminência da votação da PEC dos precatórios, entender como funciona o processo de análise e aprovação é crucial para acompanhar as mudanças e transformações da legislação.

É preciso quórum e análise para aprovar medidas tão importantes quanto essa. Diferentemente de um projeto de lei, uma PEC afeta diretamente a Constituição Federal. 

Continue a leitura e entenda para quê elas  funcionam e como é feita sua aprovação. 

Como inicia sua tramitação?

O dispositivo governamental é uma das alternativas viáveis para realizar alterações na Constituição Federal de forma mais imediata. A Proposta de Emenda à Constituição visa alterar alguma parte do texto sem a convocação uma assembleia constituinte. 

A PEC pode ser criada por um ou por mais parlamentares, esta é encaminhada para a Câmara dos Deputados que a despacha para a Comissão de Constituição Justiça e de Redação (CCJ),  ai se inicia a tramitação. 

A CCJ é responsável pela identificação de irregularidades na Proposta de Emenda à Constituição. Caso nenhum entrave seja identificado a PEC é encaminhada para uma Comissão Especial. 

Comissão Especial

Após ser aprovada pela CCJ, o presidente da Câmara forma uma Comissão Especial para analisar o conteúdo da proposta, é o chamado exame de mérito. O prazo para a análise é de até 40 sessões.

A Comissão Especial é formada por um presidente e três vice-presidentes, para emitir o parecer sobre a Proposta de Emenda à Constituição, é necessário que pelo menos a maior parte dos integrantes da Comissão esteja presente. 

O parecer emitido pode ser de aprovação total ou parcial e rejeição total ou parcial. 

Plenário da Câmara 

Após essas etapas iniciais a PEC é encaminhada para votação em plenário. A aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição deve se dar em dois turnos, além disso, deve haver um intervalo de cinco sessões entre os turnos. 

É aprovada quando obtém três quintos dos votos no plenário em cada turno, cerca de 308 votos, esse quórum é conhecido como quórum qualificado. Após a aprovação a PEC retorna para a redação final na Comissão Especial.

No Senado Federal

O regimento do Senado Federal se diferencia do regimento da Câmara dos Deputados, O presidente da Câmara encaminha a PEC para o Senado que a despacha para a Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ).

Após aprovação da CCJ, a PEC passa para o plenário onde deve obter votação mínima de 60% em dois turnos, sendo que o intervalo entre eles deve ser de pelo menos 5 dias. Caso o Senado rejeite a Proposta de Emenda à Constituição o projeto é mandado para o arquivo.

Etapas finais

O texto pode sofrer alterações, se isso ocorrer ele é enviado para Comissão Especial da Câmara para a avaliação das alterações. 

Caso não ocorra alterações e nem a rejeição da PEC o texto é promulgado pelo Presidente da República em uma sessão no Congresso Nacional.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil