4 passos para ter clientes estrangeiros sendo freelancer

A atuação de um profissional freelancer não precisa se limitar a um país; veja como ter uma carreira internacional

Compartilhe
PUBLICIDADE

Trabalhar na modalidade freelancer, ou seja, de forma autônoma, sem relação fixa com empresas, tem muitas vantagens e garante uma série de oportunidades para se desenvolver profissionalmente.Esse tipo de atuação também virou tendência, sobretudo devido à flexibilidade da rotina e ao crescimento da busca por profissionais desse tipo.

No entanto, apesar dos vários benefícios, há diversos desafios que afetam esse setor. Um deles é a prospecção de novos clientes para atender. Um profissional freelancer deve estar constantemente buscando novas fontes de trabalho e angariando novos clientes, já que a rotatividade de novos trabalhos costuma ser grande.

Ampliar os horizontes e visar novos mercados são questões muito importantes, já que barreiras de países podem não fazer sentido para uma modalidade de trabalho tão flexível e inovadora. Com isso, freelancers podem buscar ter clientes não apenas nacionais, mas também internacionais. Mas como conseguir clientes estrangeiros?

Leia também: Como funciona o contrato de trabalho de um freelancer? Quais os direitos?

4 passos para conquistar clientes estrangeiros

Ser um freelancer que atende a clientes estrangeiros vai aumentar sua demanda e, consequentemente, seus resultados financeiros e de desenvolvimento profissional. Veja alguns passos que vão facilitar internacionalizar seu trabalho.

1. Idioma estrangeiro

Escolha qual a língua com a qual você vai trabalhar e tenha domínio sobre ela. Não basta ser um bom ouvinte, é importante ter autoridade nesse novo idioma. Isso porque a comunicação é um dos pontos principais para quem está prospectando clientes, além, é claro, de ser crucial na hora do oferecimento do seu serviço, propriamente.

Leia também: Freelancer: Descubra quais foram as áreas mais requisitadas pelas empresas em 2022

2. Mercado internacional

Estude o mercado onde você vai buscar entrar. Quais os concorrentes e as características do mercado dos serviços que você presta? Qual a média salarial? O que os contratantes buscam?

Ter todas essas informações vai te ajudar a oferecer o melhor serviço e a calibrar seu negócio conforme a demanda. Países diferentes têm demandas e questões diferentes.

3. Marketing

Fazer seu marketing digital vai te ajudar a ganhar visibilidade e reconhecimento. Aposte em sua presença digital e em um bom portfólio. Só assim é possível que potenciais clientes te encontrem e, depois de te acharem, vejam credibilidade em seu trabalho. Lembre-se de que tudo deve estar em mais de um idioma, para facilitar a comunicação com estrangeiros. Você pode até buscar uma empresa de tradução para ajudar nessa tarefa de passar para outro idioma documentos e propostas, por exemplo.

Além de ter esse bom material nas mídias, faça networking nas redes sociais. Ter um perfil no LinkedIn e seguir as principais personalidades da sua área no país em que você tem interesse vai te ajudar bastante.

Leia também: Freelancer: há a necessidade de contrato? Quais os direitos trabalhistas?

4. Clientes estrangeiros

Sites globais de serviço freelancer são um bom caminho para encontrar clientes de outros países. Além deles, há sites que oferecem vagas remotas de diferentes países, justamente pensando em profissionais que não se limitam a seus países de origem. Independentemente da opção, faça um bom perfil no idioma de interesse.

O LinkedIn, que já foi citado para fazer networking, também é uma ferramenta em que você pode oferecer seu trabalho. Busque publicações e vagas de freelancer e se candidate. Ou mesmo entre em contato com empresas que você sabe que buscam trabalhos freelancer e se apresente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação