Contabilidade para restaurantes e bares: Veja sua importância!

Continue a leitura e saiba como a contabilidade atua nos negócios alimentícios!

Compartilhe
PUBLICIDADE

A contabilidade para restaurantes e bares conta com algumas particularidades que devem ser consideradas. Entre alguns exemplos estão os investimentos com equipamentos, funcionários, produtos, fornecedores, impostos e estrutura, que são fundamentais para o bom funcionamento do estabelecimento.

Entendendo quais são as obrigações contábeis do empreendimento, fica muito mais fácil assegurar que tudo esteja em dia e, assim, organizar melhor as tarefas, ter informações mais claras sobre as operações e planejar o futuro do negócio.

Continue a leitura e saiba como a contabilidade atua nos negócios alimentícios!

Leia também: Faturamento De Bares E Restaurantes Do Estado Do Rio Tiveram Alta De 14,4% No Último Ano

Ajuda no fluxo de caixa

A primeira etapa de como fazer a contabilidade para restaurantes e bares é cuidar do fluxo de caixa. Essa ferramenta é utilizada para controlar as transações financeiras da empresa. É necessário verificar o fluxo de caixa do estabelecimento de forma periódica. Quanto menor for o tempo para fazer, mais fácil fica para identificar erros.

A contabilidade ajuda a monitorar todas as movimentações do caixa, como o saldo inicial, entradas e saídas. Entender os custos fixos e variáveis também é um passo importante para gerenciar o faturamento do seu negócio — e um contador pode ajudar você nisso.

Leia também: PERSE: O Direito À Alíquota Zero De PIS, COFINS, IRPJ E CSLL

Faz os registros contábeis

Para fazer a contabilidade para restaurantes e bares, é preciso que você tenha atualizadas as informações sobre a folha de pagamento, despesas, impostos e vendas. A saúde financeira do negócio depende de uma boa gestão. Portanto, fique por dentro da vida contábil do seu negócio.

Uma das maneiras de garantir que a contabilidade seja bem-sucedida é saber separar o que é dinheiro pessoal do dinheiro do seu estabelecimento. Nesse caso, faça um controle constantemente. É importante que o gerente ou dono do restaurante tenha atenção nesse ponto.

A contabilidade também está relacionada com a mão de obra da empresa. Independentemente da forma que você contrata os funcionários, deve fazer o controle dos custos. Existem restaurantes e bares que contratam profissionais autônomos e pagam por dia de trabalho, da mesma maneira que há outros que pagam por hora. Tenha isso tudo registrado.

Levantamento dos custos

Fazer o levantamento dos custos é outra etapa indispensável na contabilidade dos negócios alimentícios. O contador deverá ter um controle eficiente sobre as despesas que deverão ser pagas mensalmente. Confira os principais custos fixos a seguir!

Aluguel

Ter esse gasto no orçamento costuma ser bastante significativo. Não é barato manter um ambiente que chame a atenção do público. Por isso, vale a pena fazer uma análise mais detalhada sobre o imóvel que será alugado, para evitar problemas no futuro.

Imagem por @tuiphotoengineer / freepik
Imagem por @tuiphotoengineer / freepik

Contas

Luz, água, telefone e internet são custos que podem variar de acordo com cada mês. Porém, sempre estarão lá. É fundamental que o empreendedor ou a equipe de gestão tenha um controle eficaz sobre essas despesas.

Salários

A folha de pagamento é um dos custos fixos mensais de maior relevância em um bar ou restaurante. Além do salário, o estabelecimento também pode ter despesas com os benefícios dos funcionários, como convênio médico, vales-transportes, entre outros gastos.

Consultoria tributária

A contabilidade para estabelecimentos alimentícios não é algo tão simples, principalmente se costuma entrar valores altos no caixa. Sem contar que, muitas vezes, pode faltar tempo para cuidar e dar a devida atenção para a contabilidade da empresa.

Por isso, o mais correto é contar com a ajuda de um profissional especializado, que cuide exclusivamente desse empreendimento. Legislação, impostos, questões trabalhistas e tributação são apenas algumas das questões que a contabilidade de um bar e restaurante pode atuar.

O objetivo de entregar essa parte do estabelecimento para alguém que domina o assunto é ter mais tempo para cuidar das outras áreas, além de evitar problemas fiscais e tributários.

Declaração do IRPJ

Para manter o negócio em dia com as obrigações fiscais, é fundamental fazer a declaração do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ).

O IRPJ é um tributo federal que incide sobre o lucro das empresas. Ele é calculado com base no lucro real, presumido ou arbitrado, e sua alíquota varia conforme o regime tributário adotado pelo estabelecimento.

Todas as empresas, ou seja, todo CNPJ com endereço no Brasil, é obrigado a pagar o IR sobre seus lucros anuais. Entre elas, estão as empresas individuais, sociedades empresariais, fundações, organizações sem fins lucrativos, associações, cooperativas, entre outras.

Já as empresas sem fins lucrativos e entidades filantrópicas são isentas do pagamento do Imposto de Renda. A outra exceção vale para empresas enquadradas do Simples Nacional e MEI, que já cumprem essa obrigação com a declaração anual e o pagamento do DAS.

Por fim, uma boa contabilidade para restaurantes e bares contribui no planejamento dos futuros negócios e investimentos. Dessa forma, seu negócio ganha mais lucratividade, podendo crescer no nicho de atuação. Por isso, conte uma equipe qualificada em contabilidade, assim você terá mais tempo para gerenciar outras atividades.

Quer ter mais eficiência na gestão financeira do seu negócio? Então, baixe o guia para trocar de contador da Contabilizei! A Contabilizei te apoia durante essa troca, que é mais fácil do que você imagina. 

Original de Contabilizei

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil