Etapas práticas para o futuro da contabilidade

0
304

Por Jennifer Warawa, Vice-Presidente Executiva de Parceiros, Contadores e Alianças da Sage

A partir da construção de uma marca que atrairá novos negócios e talentos para preencher a lacuna de habilidades [1] e acompanhar a maior revolução tecnológica que a profissão já viu, há atualmente uma quantidade enorme de contadores para gerenciar. Acrescente à amplitude da competição que os contadores estão enfrentando agora e fica claro que a indústria está madura para a ruptura que moldará a profissão hoje e amanhã.

As empresas de contabilidade ficam questionando o que essas mudanças significam para elas, como responder às demandas cada vez mais complexas dos clientes e como preparar seus negócios para o futuro. Embora seja impossível prever exatamente o que as empresas contábeis encontrarão a seguir, há etapas práticas que elas podem seguir para garantir que se tornem indispensáveis ​​e não redundantes.

PRIMEIRO PASSO: ADOTE UMA MENTALIDADE DE TECNOLOGIA EM PRIMEIRO LUGAR

Com a tecnologia certa, as empresas podem liberar funcionários de alguns dos seus encargos administrativos, a fim de dedicar mais tempo para construir relacionamentos fortes com os clientes e atualizar os serviços para atender às suas demandas.

As empresas devem rever seus principais processos e identificar como poderiam ser aprimorados pela tecnologia. Por exemplo, se os funcionários gastam muito tempo conciliando contas de clientes, vale a pena investir em uma solução para automatizar essa tarefa. Uma vez identificadas as ineficiências, as empresas devem dedicar algum tempo à pesquisa sobre as diferentes tecnologias oferecidas, avaliando provedores de serviços e explorando possíveis soluções por meio de testes gratuitos e programas-piloto, para garantir que sejam suficientemente instruídas sobre as opções disponíveis.

O passo final para colocar a tecnologia à frente e no centro é identificar alguém dentro da empresa que tenha conhecimento relevante para assumir a responsabilidade pela inovação digital. Líderes de equipe poderão oferecer conselhos sobre quem pode ser adequado para o papel ou se uma contratação externa é necessária.

SEGUNDO PASSO: INVISTA EM PESSOAS

São as pessoas que determinarão o sucesso futuro de qualquer empresa, por isso precisam estar equipadas com o conhecimento para levar suas companhias ao próximo nível. Para crescer e reter talentos, elas precisam estar preparadas para investir no desenvolvimento de sua equipe.

Antes de implementar um programa formal, os líderes de equipe precisam entender o time em que estão investindo. Desenvolver um Plano de Avaliação da Cultura, por exemplo, pode ajudar a coletar feedback dos funcionários sobre as áreas que precisam ser melhoradas, as mais importantes para eles e onde o investimento deve ser focado. Passar por este processo ajudará as empresas a serem eficientes com seus investimentos e a cultivar uma cultura que apoie o crescimento pessoal em longo prazo. Os insights podem então ser usados ​​para oferecer treinamento regular através de provedores de educação como o AVADO em áreas como SOX e CASS compliance.

TERCEIRO PASSO: TORNE AS EXPERIÊNCIAS DO CLIENTE UMA PRIORIDADE

Embora a contabilidade e o processamento de números sempre desempenhem um papel no que os contadores fazem, a experiência do cliente é o que diferencia as principais empresas. Comece afastando-se do tradicional “faturamento por hora” e, em vez disso, permita que os clientes selecionem o nível de serviços que desejam receber.

Os serviços relacionados à “contabilidade gerencial” e ao “suporte gerencial” devem estar no centro das ofertas de qualquer empresa. Isso consiste em preparar e interpretar informações contábeis como previsão e orçamento – juntamente com a análise de opções estratégicas, comparando o desempenho com o setor mais amplo e realizando auditorias de risco.

QUARTO PASSO: DEFINA UM NICHO E SE ESPECIALIZE NELE

Com a concorrência na profissão contábil com uma preocupação fundamental, as empresas devem encontrar uma maneira de se diferenciar, a fim de ajudar a promover a aquisição de novos clientes e gerar rentabilidade em longo prazo. Como ponto de partida, as empresas precisam entender melhor seu cenário de negócios dividindo-o em três componentes: mercado, clientes e concorrência.

Passar por este processo ajudará as empresas a identificar onde as oportunidades potenciais de diferenciação podem estar. Elas poderiam então decidir se especializar em um setor específico como saúde, hospitalidade ou governo ou usar recrutadores para ajudá-los a contratar alguém com habilidades em uma área específica de tecnologia para construir um novo serviço. Se escolherem o último, as empresas devem estabelecer líderes de equipe para se apropriarem do projeto e formar uma equipe de pessoas que tenham as habilidades e a paixão pelo novo serviço. Seja qual for o caminho que as empresas decidam adotar, dar aos clientes uma razão convincente para selecioná-las ajudará a garantir o sucesso futuro.

Em última análise, a questão chave para as empresas de contabilidade lembrarem é que, embora a ruptura na profissão possa parecer assustadora, também apresenta um grande número de oportunidades. Aceitando o desafio e seguindo os passos práticos descritos acima, as empresas serão capazes de se adaptar ao atual cenário de mudanças e se tornarem indispensáveis ​​para o futuro da contabilidade.