INSS: 5 revisões que podem aumentar o valor da sua aposentadoria

A tão sonhada aposentadoria pode significar uma grande decepção, quando o benefício é concedido com valor menor que o esperado, assim é possível recorrer a revisão

A aposentadoria é um dos momentos mais importantes na vida de qualquer pessoa, afinal de contas a aposentadoria se trata de uma recompensa por anos e anos de trabalho duro. Contudo, na hora de conseguir a tão esperada aposentadoria, nem sempre o valor liberado em seu benefício é o que era esperado.

Pensando na situação onde o segurado não fica satisfeito e não concorde com o valor concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), hoje vamos apresentar cinco revisões de benefícios do INSS, onde o aposentado pode conseguir ter um significante aumento no valor de seu benefício.

Revisão da vida toda

A revisão da vida toda ou como também é chamada de revisão da vida inteira, é destinada aos segurados que solicitaram a aposentadoria após 1999, onde para a concessão do benefício só era incluído os pagamentos após 1994.

Logo, os trabalhadores que se aposentaram após 1999 e tiveram as maiores contribuições antes de julho de 1994 podem se beneficiar e muito da revisão da vida toda, podendo aumento e muito o valor do seu benefício.

Vale lembrar que o segurado tem no máximo 10 anos para solicitar essa revisão, o prazo de 10 anos é contado a partir do primeiro pagamento que recebeu da aposentadoria. Para saber tudo sobre a revisão da vida toda clique aqui.

Revisão do teto previdenciário

Os benefícios concedidos pelo INSS possuem um valor mínimo e máximo, o valor mínimo diz respeito ao salário mínimo vigente, e o valor máximo é chamado de teto do INSS. Contudo, em alguns períodos desde 1980 os benefícios liberados foram limitados ao tato daquele período.

No entanto, tanto em 1998 quanto em 2003 houve alterações referentes ao valor do teto do INSS, mas o Instituto não repassou a todos os segurados, assim, pode se beneficiar dessa revisão quem se aposentou nos seguintes períodos:

  • Quem se aposentou entre 1994 a 2003;
  • Quem se aposentou entre 1988 a 1991;
  • Quem se aposentou entre 1982 a 1988.

Além da alteração do valor mensal do benefício, você receberá os valores atrasados com correção.

Essa revisão não só corrigirá o valor mensal do benefício, como também dará direito ao aposentado de receber todos os valores atrasados.

Revisão da melhor data de início do benefício (DIB)

A revisão da melhor data de início do benefício, mais conhecida como DIB é a possibilidade de realizar um novo cálculo da renda mensal inicial. Para essa situação deverá ser feito cálculos da renda mensal inicial do benefício, bem como, considerar as regras e o período que seja mais vantajoso ao trabalhador.

Essa situação ocorre com maior frequência quando o segurado se aposenta, mas acaba permanecendo no seu trabalho.

Revisão por erro de cálculo do INSS

Uma situação que é muito comum, infelizmente, diz respeito a erro nos cálculos de uma parcela significativa de aposentadorias, dentre os erros mais encontrados temos:

  • não inclusão dos períodos em trabalho especial;
  • aplicar de maneira incorreta a fórmula 85/95, em que a soma da idade e do tempo de contribuição deve chegar a 85 pontos para mulher, e de 95 para homens;
  • incluir salários de contribuição menores que os valores corretos.

Portanto, para verificar se o valor do seu benefício está correto, você deve solicitar uma cópia do processo de aprovação de aposentadoria para identificar possíveis erros. Nesse caso, o prazo máximo para solicitar essa revisão é de 10 anos após o recebimento da primeira parcela da aposentadoria.

Revisão por pagamento de contribuições em atraso

Às vezes, o trabalhador autônomo ou empresário deixa de contribuir por determinado período de tempo para o INSS ou simplesmente atrasa o pagamento. Dessa forma, mesmo após a aposentadoria, eles ainda podem pagar as dívidas, assim o segurado terá então o direito de revisar os benefícios com base nos requisitos de atraso de pagamento.

Comentários estão fechados.