14°C 25°C
Uberlândia, MG
Publicidade

O que é o Fator R e quais as atividades submetidas a ele?

O que é o Fator R e quais as atividades submetidas a ele?

26/04/2022 às 10h49 Atualizada em 26/04/2022 às 13h49
Por: Ana Luzia Rodrigues
Compartilhe:

Quem é empreendedor quer sempre alavancar seus negócios com o mínimo de custo, não é mesmo? Ainda mais em tempos de crise econômica onde a economia tenta respirar após os efeitos da pandemia da Covid-19. 

Mas como reduzir os custos sem perder a qualidade? Eis que entra o tema desta leitura de hoje: o Fator R!

Afinal, o regime tributário precisa de uma atenção especial se você deseja pagar a menor taxa de impostos que puder. Com a carga tributária alta no Brasil, há a necessidade de que o empreendedor tenha conhecimento sobre o regime de impostos apropriado e as questões mais importantes que envolvem cada um.

Mas o que significa o Fator R e qual a sua importância, afinal? Acompanhe a leitura a seguir e fique por dentro.

Do que se trata o Fator R?

Para que as empresas de prestação de serviços (cujas atividades fossem de natureza técnica, científica, artística ou cultural, desportiva, intelectual etc.) pudessem passar a optar pelo regime tributário Simples Nacional, foi criado o Anexo VI, que justamente incluía tais atividades.

O cálculo do Fator R serve para saber em qual Anexo a empresa se encaixa (Anexo III ou Anexo V).

Ficou complicado? Calma. Vamos explicar. A conta é bem simples de ser feita. Basta dividir o valor da sua folha de salários (pró-labore, salários, FGTS, entre outros) dos últimos 12 meses, pelo faturamento também dos últimos 12 meses.

(r) = Folha de salários (em 12 meses)/Receita Bruta (em 12 meses)

Se o resultado for igual ou superior a 28%, você está no Anexo III. Se for abaixo de 28%, está no Anexo V.

Esse cálculo precisa ser feito todos os meses, e pode ser muito bom para a sua empresa, já que o valor das alíquotas dos anexos varia bastante. Com um faturamento de até R$ 180.000, por exemplo, a alíquota pode ser de 15,5% em um mês e de apenas 6% em outro.

Vale lembrar que não são todas as atividades que estão sujeitas às vantagens do Fator R. Você pode consultar a relação das atividades no site da própria Receita Federal. Abaixo, enumeramos algumas.

Quais atividades estão sujeitas ao fator R?

  1. Academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes;
  2. Academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais; 
  3. Acupuntura;
  4. Administração e locação de imóveis de terceiros; 
  5. Agenciamento; 
  6. Arquitetura e urbanismo; 
  7. Auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração;
  8. Clínicas de nutrição, de vacinação e bancos de leite; 
  9. Elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos, licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação;
  10. Empresas montadoras de estandes para feiras; 
  11. Enfermagem; 
  12. Engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, geodésia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e agronomia; 
  13. Fisioterapia;
  14. Fonoaudiologia;
  15. Jornalismo e publicidade; 
  16. Laboratórios de análises clínicas ou de patologia clínica; 
  17. Medicina veterinária; 
  18. Medicina, inclusive laboratorial;
  19. Odontologia e prótese dentária; 
  20. Perícia, leilão e avaliação; 
  21. Planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas;
  22. Podologia;
  23. Psicologia, psicanálise, terapia ocupacional;
  24. Registros gráficos e métodos óticos, bem como ressonância magnética;
  25. Representação Comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros; 
  26. Serviços de comissária, de tradução e de interpretação; 
  27. Serviços de despachantes;
  28. Serviços de prótese em geral;
  29. Serviços de tomografia, diagnósticos médicos por imagem;

Conclusão

Portanto, descobrir o Fator R de sua empresa é muito importante. Isso porque dependendo do Anexo, a diferença a ser paga em tributos chega a ser de quase 10%.

Logo, não deixe a oportunidade de calcular e verificar o Fator R. Nunca o deixe para segundo plano, pois de mês em mês, a economia é muito grande no final das contas. Dessa forma o seu empreendimento pode ter redução nos custos e manter a qualidade. Boa qualidade é igual a ótimas vendas e clientes satisfeitos.

Se tiver alguma dúvida, procure um profissional de contabilidade para auxiliar. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
25°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 25°

24° Sensação
3.09km/h Vento
27% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h46 Nascer do sol
05h51 Pôr do sol
Ter 27° 15°
Qua 28° 15°
Qui 29° 16°
Sex 31° 16°
Sáb 31° 17°
Atualizado às 17h38
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,35%
Euro
R$ 5,94 +0,13%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 367,606,59 +10,51%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Publicidade