14°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Carências no Planos de Saúde: Entenda o que são e quais os prazos

Carências no Planos de Saúde: Entenda o que são e quais os prazos

18/11/2022 às 17h36 Atualizada em 18/11/2022 às 20h36
Por: Ricardo
Compartilhe:
Imagem por @diloka107 / freepik
Imagem por @diloka107 / freepik

A contratação de um plano de saúde realmente é algo benéfico para a saúde e qualidade de vida daqueles que contratam. Contudo, aderir a um plano de saúde, ou cotar um plano de saúde para a contratação pode acabar gerando muitas dúvidas.

Dentre as dúvidas mais comuns, provavelmente uma das principais dúvidas que você ou algum conhecido tem é relacionado ao termo “carência”, onde por um determinado período de tempo você não poderá usufruir de alguns benefícios contratados.

É importante esclarecer que o período de carência é algo totalmente normal e praticado por todas as operadoras, então, na hora de contratar um plano de saúde, saiba que todas as operadoras vão exigir este período.

Como funciona a carência dos planos de saúde?

Primeiramente, é preciso esclarecer que o conceito de carência diz respeito a um período no decorrer do contrato, ao qual algumas coberturas do seu plano ficam suspensas, ou seja, neste período você paga suas mensalidades, mas não pode usufruir de tudo aquilo que é oferecido.

A necessidade da carência é prevista para impedir que o plano seja contratado, e após a utilização de determinado serviço, como, por exemplo, um parto, o segurado acabe cancelando o plano, gerando um enorme prejuízo às operadoras.

Dessa maneira, o plano determina prazos onde o consumidor possa utilizar integralmente todos os serviços do plano, normalmente os prazos são os seguintes:

CoberturaPrazo máximo de carência
Urgência e emergência24 horas
Consultas e exames simples30 dias
Demais coberturas (cirurgia, tomografia, ressonância, etc)180 dias
Parto300 dias
Para doenças ou lesões preexistentes24 meses

Pontos que você precisa se atentar

Uma questão importante é que as operadoras do plano de saúde não costumam informar que após 24 horas de carência para os casos de urgência e emergência, o segurado terá direito de utilizar a cobertura contratada em sua integralidade, necessárias ao restabelecimento da saúde, inclusive para a internação nos leitos e UTI's.

Uma outra situação está relacionada a gestante e o cumprimento da carência. Isso porque, em caso de urgência e emergência, como, por exemplo, em caso de parto prematuro, o plano deverá cobrir, sim, as despesas relacionadas ao parto e atendimento do bebê. Isso vale até mesmo para UTI após o nascimento da criança.

Caso a operadora negue a cobertura, a gestante então terá direito a um reembolso integral de todos os valores.

Por fim, no caso de carência para doenças preexistentes que são de 24 meses, esse período só pode ser aplicado, caso o segurado tenha total conhecimento do diagnóstico quando realizar a contratação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
27°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 28°

26° Sensação
4.12km/h Vento
24% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h44 Nascer do sol
05h54 Pôr do sol
Qua 29° 14°
Qui 30° 15°
Sex 30° 15°
Sáb 30° 16°
Dom 31° 17°
Atualizado às 17h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,59 +0,20%
Euro
R$ 6,06 -0,12%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,53%
Bitcoin
R$ 389,675,18 -2,85%
Ibovespa
126,589,84 pts -0.99%
Publicidade
Publicidade