14°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Confira! Lula sanciona projeto de lei orçamentária de 2023 com vetos

Confira! Lula sanciona projeto de lei orçamentária de 2023 com vetos

18/01/2023 às 09h15 Atualizada em 18/01/2023 às 12h15
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta terça-feira (17) a Lei Orçamentária Anual (LOA) para este ano (Lei 14.535 de 2023). Ele vetou um total de R$ 4,266 bilhões em propostas de gastos, além de preencher 512 cargos federais.

A sanção foi publicada em edição especial do "Diário Oficial da União" antes do prazo, que era sexta-feira (20). O texto aprovado mantém a previsão de pagamento do Bolsa Família de R$ 600 ao longo de 2023, mais um adicional de R$ 150 mensais por criança até 6 anos, conforme aprovado pelo Congresso em dezembro.

A lei aprovada foi assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pelo secretário-executivo do Ministério da Fazenda Gabriel Galípolo, que é ministro interino; e a ministra da Administração, Esther Dweck, e também pela ministra do Planejamento, Simone Tebet.

A lei orçamentária de 2023 estima a arrecadação da União para este ano em R$ 5,345 trilhões e fixa as despesas no mesmo valor. A receita total estimada nos orçamentos fiscal e previdenciário é de R$ 5,201 trilhões.

Desse montante, R$ 2,039 trilhões referem-se ao orçamento fiscal; R$ 1,152 trilhão ao orçamento da seguridade social; R$ 2,010 trilhões para refinanciar a dívida pública federal.

Leia Também: Caixa começa a pagar HOJE o Bolsa Família de R$ 600

Recursos vetados

A maior parte dos recursos vetados (R$ 4,18 bilhões) iria para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) para ações de apoio à pesquisa, contratos com organizações sociais e obras.

Segundo o executivo, o motivo do veto é a violação da relação entre operações reembolsáveis ​​e não reembolsáveis, exigida pela legislação que regulamenta o FNDCT.

Outros R$ 60 milhões iriam para o Ministério da Economia apoiar o associativismo e o cooperativismo. O argumento do veto é que essas áreas são de responsabilidade do Ministério do Trabalho.

O veto também visa recursos destinados ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – Incra (R$ 15 milhões); Fundo Geral de Turismo – Fungetur (R$ 8 milhões); e ao Fundo Penitenciário Nacional — Funpen (R$ 250 mil).

Leia Também: SUPREENDENTE salário-mínimo pode ter este NOVO VALOR em 2023

Cargos vetados

Lula também vetou a previsão de provimento de 512 cargos, sendo 417 em seis universidades federais de cinco estados e 95 na Agência Nacional de Mineração (ANM), 1.829 cargos que seriam criados nas mesmas universidades também foram vetados.

A justificativa para o veto aos cargos nas universidades é que essa medida impactaria “significativamente” o planejamento e a gestão do quadro de pessoal permanente do Executivo.

Em 2022, o Planalto lembrou que dispositivos que embasavam aumento de despesa com pessoal na ANM haviam sido vetados, por essa mesma razão, R$ 59,2 milhões para reajuste salarial nas carreiras da agência foram vetados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
17°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 28°

16° Sensação
2.07km/h Vento
42% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h44 Nascer do sol
05h54 Pôr do sol
Qua 29° 15°
Qui 30° 16°
Sex 31° 15°
Sáb 31° 17°
Dom ° °
Atualizado às 23h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,57 -0,05%
Euro
R$ 6,07 -0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,32%
Bitcoin
R$ 396,211,88 -0,97%
Ibovespa
127,859,63 pts 0.19%
Publicidade
Publicidade