17°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Veja recomendações essenciais para a prevenção do câncer de mama

Veja recomendações essenciais para a prevenção do câncer de mama

19/10/2023 às 10h48 Atualizada em 19/10/2023 às 13h48
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O mês de outubro é marcado pela campanha Outubro Rosa, que visa conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, o tipo mais comum entre elas no Brasil e no mundo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), cerca de 30% dos casos podem ser evitados com hábitos saudáveis, como alimentação equilibrada, atividade física regular e controle do peso corporal.

Continua após a publicidade

É fundamental que as mulheres realizem o autoexame das mamas sete dias após o início da menstruação. Após a menopausa, é recomendado escolher um dia por mês para fazê-lo. Qualquer alteração como nódulos, secreções, vermelhidão ou retração da pele devem ter acompanhamento médico. A mamografia, que é o exame de imagem capaz de detectar lesões suspeitas antes mesmo de serem palpáveis, deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos, ou antes, se houver histórico familiar ou fatores de risco. 

Leia também: Outubro Rosa: Veja o papel da alimentação na prevenção do câncer de mama

O diagnóstico precoce também aumenta as chances de cura e reduz a necessidade de tratamentos mais agressivos, como a quimioterapia e a mastectomia (retirada total ou parcial da mama). Por isso, é importante que as mulheres se cuidem e se informem sobre a doença, que pode afetar também os homens, embora em menor proporção.

Quais são os fatores que podem levar uma pessoa a contrair o câncer de mama?

Os fatores de risco para o câncer de mama são aqueles que aumentam a probabilidade de desenvolver a doença. Alguns são modificáveis, ou seja, podem ser alterados com mudanças de hábitos ou intervenções médicas. Outros não são modificáveis, como idade, sexo, etnia e genética. Entre os fatores de risco modificáveis estão o consumo de álcool, o sobrepeso e a obesidade, a inatividade física e a exposição a substâncias químicas e radiações. Entre os fatores de risco não modificáveis estão o envelhecimento, o sexo feminino, a etnia branca, as mutações genéticas e o histórico pessoal e familiar de câncer de mama.

Continua após a publicidade

Leia também: Outubro Rosa: Principais Direitos Do INSS Para Quem Tem Câncer 

Quais são os sintomas?

Os sintomas do câncer de mama podem variar desde o aparecimento de um nódulo indolor na mama ou na axila até alterações na pele, no mamilo ou na forma da mama. Alguns sintomas comuns são:

  • Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo);
  • Nódulo único endurecido;
  • Irritação ou abaulamento de uma parte da mama;
  • Dor na mama ou mamilo;
  • Inversão do mamilo;
  • Eritema (vermelhidão) na pele;
  • Edema (inchaço) da pele;
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo;
  • Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos;
  • Linfonodos aumentados.

É importante ressaltar que nem todo nódulo ou alteração na mama significa câncer. Muitas vezes, podem ser causados por processos benignos, como cistos, fibroadenomas ou mastites. Por isso, é essencial consultar um médico mastologista para avaliar o caso e realizar os exames necessários para confirmar ou descartar o diagnóstico de câncer.

Alimentação como aliada para manter a saúde

Quais são os alimentos que podem ajudar na prevenção do câncer de mama? Alessandra Feltre, Head de Nutrição da Puravida, empresa que é pioneira no Brasil na área de alimentação saudável, suplementação e educação alimentar, explica que existem alguns nutrientes que têm propriedades anticancerígenas e que podem fazer parte do cardápio diário das mulheres.

Continua após a publicidade

“Os alimentos ricos em antioxidantes, como frutas vermelhas, cítricas e vegetais verde-escuros, são importantes para combater os radicais livres, que causam danos ao DNA das células e podem levar à formação de tumores. Além disso, os alimentos fontes de fibras, como cereais integrais, leguminosas e sementes, ajudam a regular o trânsito intestinal e a eliminar as toxinas do organismo. Outros alimentos que podem contribuir para a prevenção do câncer de mama são os ricos em fitoestrógenos, como a soja e o inhame, que têm uma ação semelhante ao hormônio feminino e podem modular os seus níveis no sangue”, afirma.

A nutricionista ressalta que, além de incluir esses alimentos na dieta, é importante evitar ou reduzir o consumo de alguns itens que podem aumentar o risco de câncer de mama, como carnes processadas, embutidos, frituras, açúcar refinado e bebidas alcoólicas. Ela também lembra que a alimentação é apenas um dos fatores envolvidos na prevenção da doença e que é fundamental consultar um médico regularmente e realizar os exames de rotina.

"O câncer de mama é uma doença multifatorial e complexa, que envolve aspectos genéticos, hormonais, ambientais e comportamentais. Por isso, não existe uma fórmula mágica ou um alimento milagroso que possa preveni-lo. O que podemos fazer é adotar um estilo de vida saudável, que inclui uma alimentação balanceada, mas também outros cuidados com a saúde física e mental. E claro, sempre seguir as orientações médicas e fazer o autoexame das mamas e a mamografia periodicamente", conclui Alessandra.

A Puravida é uma empresa brasileira de produtos naturais, que nasceu com o propósito de facilitar um estilo de vida saudável e a prática do cuidado da saúde como um projeto de longo prazo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
28°
Parcialmente nublado

Mín. 17° Máx. 30°

28° Sensação
5.14km/h Vento
39% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h35 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Qua 29° 15°
Qui 29° 16°
Sex 30° 18°
Sáb 30° 17°
Dom 30° 16°
Atualizado às 14h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,24%
Euro
R$ 5,55 +0,24%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,95%
Bitcoin
R$ 377,092,96 +0,39%
Ibovespa
127,560,11 pts -0.15%
Publicidade
Publicidade