15°C 26°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Fraude: Pessoas Falecidas Continuavam a Pagar Contas de Energia Elétrica

Esquema desviou Mais de R$ 13 milhões

19/04/2024 às 09h24
Por: Ricardo de Freitas Fonte: Redação
Compartilhe:
Fraude: Pessoas Falecidas Continuavam a Pagar Contas de Energia Elétrica
Fraude: Pessoas Falecidas Continuavam a Pagar Contas de Energia Elétrica

De acordo com as investigações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o esquema de desvio de R$ 13 milhões em dívidas de contas de luz da Neoenergia Distribuidora Brasília S/A foi realizado por funcionários terceirizados. A operação, denominada "Sinergia Reversa", identificou 10 suspeitos de transferir débitos de inadimplentes para contas de pessoas já falecidas.

Continua após a publicidade

Os funcionários, que trabalhavam para uma empresa prestadora de serviços à Neoenergia, teriam acesso aos sistemas da companhia e, mediante fraude, alteravam as informações das contas, cancelando indevidamente as dívidas. A estimativa inicial do prejuízo é de R$ 13 milhões, mas o valor real pode ser ainda maior, conforme avançam as investigações.

Leia Também: 

Polícia Prende Duas Pessoas Presas por Fraude em Contratos Sociais de Empresas

A investigação teve início após uma auditoria interna da Neoenergia detectar inconsistências nas contas de luz. A empresa acionou a PCDF, que identificou o esquema fraudulento e os suspeitos envolvidos.

Os 10 suspeitos foram alvos de mandados de busca e apreensão, e respondem por crimes como fraude, falsidade ideológica e associação criminosa. Se condenados, podem pegar penas de até 17 anos de reclusão.

Continua após a publicidade

O caso ainda está em investigação, e a PCDF busca identificar outros envolvidos e determinar a totalidade do valor desviado. A Neoenergia informou que está colaborando com as investigações e que tomará as medidas cabíveis contra os responsáveis.

Pontos importantes:

  • O desvio foi realizado por funcionários terceirizados, não por empregados diretos da Neoenergia.
  • O esquema fraudulento consistia em transferir dívidas de inadimplentes para contas de pessoas falecidas.
  • O prejuízo inicial estimado é de R$ 13 milhões, mas o valor real pode ser ainda maior.
  • Os 10 suspeitos foram identificados e respondem por crimes como fraude, falsidade ideológica e associação criminosa.
  • A investigação ainda está em andamento, e a PCDF busca identificar outros envolvidos.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
20°
Tempo nublado

Mín. 15° Máx. 26°

20° Sensação
5.66km/h Vento
77% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h37 Nascer do sol
05h43 Pôr do sol
Qua 27° 13°
Qui 29° 14°
Sex 29° 15°
Sáb 28° 18°
Dom 28° 17°
Atualizado às 14h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,16 -0,24%
Euro
R$ 5,60 -0,27%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,44%
Bitcoin
R$ 369,271,41 -3,03%
Ibovespa
123,840,87 pts -0.53%
Publicidade
Publicidade