var _comscore = _comscore || []; _comscore.push({ c1: "2", c2: "14194541" }); (function() { var s = document.createElement("script"), el = document.getElementsByTagName("script")[0]; s.async = true; s.src = (document.location.protocol == "https:" ? "https://sb" : "http://b") + ".scorecardresearch.com/beacon.js"; el.parentNode.insertBefore(s, el); })();

Perdi o prazo de envio da declaração do MEI. Veja como se regularizar

Compartilhe
PUBLICIDADE

A Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI) trata-se de uma obrigação pertinente a todo microempreendedor individual (MEI). Em suma, todo ano, o empreendedor deve informar o seu faturamento bruto, ou seja, é basicamente uma maneira formal de prestar contas ao governo e atestar que está dentro do limite permitido a categoria. 

Nesta linha, anualmente, é determinado uma data limite para que esta obrigação seja cumprida. Em 2022, o MEI tinha até a última quinta-feira (30) para entregar o DASN-SIMEI referente aos rendimentos obtidos durante os 12 meses de 2021. Empreendedores que perderam o prazo devem buscar se regularizar o quanto antes, de modo a evitar maiores consequências. 

Isto porque, o envio em atraso já gera o DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), que por sua vez, refere-se a uma multa no valor de R$ 50,00 ou 2% ao mês sobre o valor do rendimento declarado. Sendo assim, o ideal é arcar com o débito o mais cedo possível em relação a data de vencimento, para assim não perder benefícios concedidos pela modalidade, a exemplo da cobertura previdenciária (direito a proventos do INSS como auxílio-doença, aposentadoria, etc.). 

Ademais, a persistência do não cumprimento da declaração, pode inscrever o nome do microempreendedor na lista de inadimplentes e ainda suspender ou cancelar o CNPJ MEI. Dito isso, caso esta seja a sua situação, continue sua leitura e veja como se regularizar e evitar tais transtornos. 

Então vamos lá, caso você tenha tido algum imprevisto que impediu o cumprimento da obrigação, não é preciso se desesperar, dado que basta acessar o Portal do Empreendedor, enviar a declaração e gerar o DARF onde constará a multa proporcional aos dias em atraso. 

Ao acessar o portal, procure pela opção “Declaração Anual de Faturamento”, em seguida, informe o seu CNPJ no respectivo campo da página a qual você foi direcionado. Feito isso, basta preencher o documento referente DANS-SIMEI, para assim gerar o DARF. 

No DARF constará a data de vencimento para arcar com a multa, em suma, caso o pagamento ocorra em até 30 dias, o valor devido será reduzido pela metade. Com o desconto de 50%, a multa cai para R$ 25.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$50 a R$300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil