Quando iniciar a digitalização do ambiente tributário na sua empresa?

O impacto da tecnologia sobre o cenário tributário do país traz desafios importantes para as empresas, que encontram na inovação uma aliada estratégica para seguir em um alto nível de competitividade.

0

O avanço tecnológico pode ser identificado em diversos setores de uma sociedade, trazendo consequências variadas e que vão de acordo às maiores necessidades da população.

No âmbito tributário, em que se reconhece problemas acerca do excesso de burocracia, além de uma quantidade exacerbada de processos desnecessários, a presença da tecnologia tem se mostrado praticamente obrigatória, especialmente se olharmos para um futuro cada vez mais exigente quanto à agilidade e a eficiência das organizações nacionais.

Em relação ao papel das autoridades responsáveis, tem sido comum a criação de programas que facilitem a comunicação com o meio empresarial, no que tange atividades de recolhimento e fiscalização.

Esses sistemas, já englobados em um estágio positivo de transformação digital, têm como grande objetivo simplificar uma etapa operacional cuja importância para a saúde financeira das companhias é inquestionável.

Nesse sentido, é determinante que o gestor possa contar com uma gestão fiscal respaldada digitalmente.

Mercado acompanha novas demandas

Certamente, é esperado que empresas com pouca expertise em tecnologia encontrem dificuldades para acompanhar a evolução do segmento tributário.

Dito isso, deve-se ter em mente que nenhuma organização precisa revolucionar seu core business a fim de suprir essa necessidade por mais inovação, visto que existem alternativas no mercado capazes de assumir essa responsabilidade de forma abrangente e personalizada.

Com o suporte de soluções fiscais, elaboradas justamente para construir um ambiente digital orientado a um desempenho escalável, seguindo conceitos de segurança no fluxo e armazenamento dos dados, será possível corresponder às ações das autoridades responsáveis, pela figura de programas digitais.

O resultado é uma estrutura de TI com respostas ágeis e confiáveis, reduzindo a possibilidade de erros críticos acontecerem internamente.

Isso nos leva ao próximo tópico.

Compliance com as esferas Municipal, Estadual e Federal

Atualmente, a relevância da conformidade para as empresas brasileiras é praticamente indiscutível.

Não por acaso, movimentações legais como a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) têm pautado mudanças amplas e necessárias no que diz respeito à governança de dados das companhias.

Sob uma ótica voltada para o cenário tributário, o assunto demonstra-se igualmente decisivo.

Designed by @pressfoto / freepik
Designed by @pressfoto / freepik

Afinal, situações negativas como o não cumprimento de obrigações, falta de informações atualizadas, desrespeito a prazos estipulados e sujeitos a alterações, são tópicos sensíveis e comuns dentro de uma gestão ineficiente.

A utilização de sistemas integrados de digitalização, fora os ganhos técnicos e processuais, traz os elementos necessários para que se crie uma cultura suportada por preceitos de Compliance fiscal, respeitando a legislação brasileira, nas esferas Municipal, Estadual e Federal.

Esse é, sem dúvidas, um dos grandes benefícios retirados dessa transição ao digital, e um dos pilares centrais da modernização do ambiente tributário.

Movimentações alinhadas com o futuro

Obter um nível elevado de crescimento, sempre em harmonia com a lei vigente, é um dos objetivos principais de gestores preocupados com o bem-estar financeiro de seus negócios. É possível afirmar que um fator está diretamente ligado ao outro.

Isso posto, o investimento em soluções fiscais robustas, que modifiquem o alcance operacional das organizações e sustentem uma governança fiscal atualizada, de acordo com o dinamismo do segmento, é uma medida cujo caráter de obrigatoriedade tem se justificado na prática.

Por fim, volto a enfatizar que não se pode mais postergar ações que priorizem a criação de uma área fiscal assertiva e funcional.

Se no espaço governamental, iniciativas inovadoras surgem a todo instante, o meio empresarial deve se manter atento ao que há de mais vantajoso na transformação digital de processos.

As maiores beneficiadas, indubitavelmente, serão as próprias empresas. 

Por: Régis Lima, Diretor Executivo e de Operações na Lumen IT. Possui mais de 20 anos de experiência em Gestão de Equipes e atuação em cargos executivos de empresas nacionais e multinacionais do mercado de TI.

Sobre a Lumen IT/BPO

Presente no mercado há 21 anos, a Lumen IT é uma empresa de Tecnologia da Informação (TI) especializada em soluções fiscais e compliance, que se consolidou no mercado em sua primeira década de atuação.