Mais de 1,3 milhão de pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ainda não fizeram a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e precisam ficar atentas aos prazos para não perder o benefício. O registro é obrigatório e quem não realizá-lo poderá ter o benefício suspenso a partir de abril.

Para quem não sabe, o BPC tem o valor de um salário mínimo e é pago mensalmente a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência que possuem renda familiar de até R$ 238.


O Ministério da Cidadania estabeleceu um calendário para inscrição de acordo com o dia do aniversário dos beneficiários. Assim, quem recebe o BPC e faz aniversário até o dia 31 de março, mas ainda não está no Cadastro Único, deve procurar os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a Secretaria de Assistência Social do município.  Todos os beneficiários não inscritos estão sendo notificados pela rede bancária sobre as datas-limite.

Segundo o Ministério da Cidadania, até o momento, mais de 3,2 milhões de pessoas já registraram as informações na ferramenta do governo brasileiro, o que representa 71% do total de beneficiários.

Fonte: Ministério da Cidadania