Duimp é a declaração única de importação –  Um novo processo que está em implementação no Portal do Comércio Exterior.

Segundo o governo , a Duimp “envolverá uma completa reformulação sistêmica, normativa e procedimental visando tornar a atuação dos órgãos governamentais mais eficiente, integrada e harmonizada. Com a mudança, é esperado uma redução média de importações no Brasil de 17 para 10 dias, sem comprometer, contudo, os controles que devem ser aplicados nessas operações”

A IN1833 de 25 de setembro de 2018, já incluiu a Duimp nas instruções do despacho aduaneiro:

O despacho aduaneiro de importação referido no caput será processado com base na:
I – Declaração de Importação (DI) registrada no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex);
II – Declaração Única de Importação (Duimp) registrada no Portal Único de Comércio Exterior.

A taxa mantém-se a mesma para DI ou Duimp
R$185,00 no ato do registro
R$29,50 para cada adição de mercadoria à DI ou Duimp.

Considerando adição na Duimp o agrupamento de itens de mercadorias de mesma classificação fiscal, NCM, e que tenham, cumulativamente:
I – o mesmo exportador;
II – o mesmo fabricante;
III – o mesmo ex-tarifário do Imposto de Importação;
IV – a mesma aplicação e mesma condição da mercadoria;
V – a mesma Naladi;
VI – o mesmo método de valoração;
VII – o mesmo Incoterm;
VIII – o mesmo tipo de cobertura cambial;
IX – o mesmo fundamento legal do tratamento tributário.” (NR)

Caberá à Coana dispor sobre o cronograma de implementação da Duimp, estabelecer as operações e os procedimentos que deverão ser observados no registro da Duimp, definir o procedimento de contingência em caso de indisponibilidade técnica do Portal Único de Comércio Exterior.

Via Taxshape

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.