Saiba como a Arquivei conquistou a gigante Arcos Dourados com menos de um ano em operação

Lançada oficialmente ao mercado em dezembro de 2014, a startup Arquivei, sediada em São Carlos, no interior paulista, cresceu exponencialmente, chegando à casa dos 20 mil empresas usuários da
ferramenta. Entretanto, o que mais chama atenção é a conquista de grandes clientes, entre os quais destaca-se a Arcos Dourados, operadora da rede McDonald’s em todo o Brasil.

Considerada hoje a principal solução de obtenção, gestão e armazenamento de documentos fiscais do país, a Arquivei partiu de um problema sentido pelo engenheiro Christian De Cico, hoje com 28 anos.
Há poucos anos, ele começou a administrar a empresa da família, uma empreiteira, e aos poucos começou a sentir na pele dificuldades relacionadas a notas fiscais emitidas contra o CNPJ de sua
organização. Umas sumiam, outras sequer chegavam às suas mãos, outras demoravam a vir e, assim, multas começaram a surgir. Da necessidade de se evitar esse tipo de situação, De Cico se juntou a uma equipe de desenvolvedores – todos formados pela USP – e criaram a ferramenta, em 2014, como uma solução interna. A ideia deu tão certo que decidiram lançar oficialmente ao mercado no final do mesmo ano, após um período de testes com empresas convidadas.

Oferta Especial!

De acordo com Vitor de Araujo, co-fundador e responsável pelo marketing da Arquivei, pouco tempo após o lançamento da solução, o McDonald’s os procurou. “O problema deles era exatamente no
recebimento e gestão de documentos fiscais eletrônicos, principalmente de notas fiscais. Não havia uma maneira segura, confiável e organizada, os obrigando a contar com o fornecedor para o envio ao endereço correto de e-mail – o que frequentemente não ocorre –, além do imenso trabalho de manter documentos dentro de uma caixa de e-mail”, explica. Tendo recuperado documentos que estavam “perdidos” e cobrados por fiscalização – responsável por aplicar multas colossais –, ganharam a confiança da gigante Arcos Dourados, o que também acarretou na entrada de outras grandes corporações a seguir, como Martifer, multinacional portuguesa, GRSA, gigante de alimentação brasileira, além de marcas como Epson, Kipling, Rip Curl, postos e conveniência Graal, lojas Dia%, Boticário e muitas outras.

Para De Cico, além da rapidez do crescimento da startup, a surpresa foi a comprovação de ter conseguido formatar uma solução única capaz de atender literalmente qualquer empresa, desde um micro empreendedor individual a uma multinacional com mais de 1,2 mil CNPJs. “Ter em nossa carteira de clientes grandes organizações não traz somente credibilidade e faturamento. Isso tudo nos gerou desafios e nos obrigou a melhorar cada vez mais em cada vez menos tempo, proporcionando uma maturidade inestimável à equipe”, revela.

Encontrando imenso potencial na plataforma, a rede de fast food colocou diversas de suas áreas para trabalhar com a ferramenta. “Desde o setor financeiro, contábil, compras e manutenção – o Arquivei entrega inteligência de negócio e segurança fiscal em tempo record e sem esforço”, conta Christian, com orgulho. “Criamos uma plataforma que o McDonald’s conecta toda a empresa e usa para controle de custos, gestão de fretes e cada vez descobrem mais formas de usá-la”

Hoje, o McDonald’s Brasil está trabalhando na reestruturação de uma série de sistemas internos, e pretende integrá-los todos em torno da plataforma do Arquivei. Sobre o Arquivei

Idealizado em 2013 e colocado em prática durante 2014, o Arquivei é uma plataforma online integrada à Secretaria da Fazenda que baixa e gerencia automaticamente as NFes emitidas contra o CNPJ da empresa, concentrando-as num Painel de Gestão de Notas, cumprindo com obrigações fiscais, acelerando processos e reduzindo custos.

Conectada à solução, empresa tem criado outras ferramentas com foco na organização e redução das perdas para empresas de diversos ramos.

Acesse www.arquivei.com.br e saiba mais.

Siga a startup no Facebook: www.facebook.com/arquivei

Christian de Cico, Sócio Fundador e CEO do Arquivei

Comente no Facebook

Comentários