Auxílio emergencial: Grande maioria dos MEIs não vão receber o benefício

0

Cerca de 36% dos MEIs vão receber o Auxílio Emergencial de R$ 600. O pagamento do auxílio emergencial de 600 reais, que tem o objetivo de diminuir os impactos econômicos do coronavírus, deverá beneficiar 3,6 milhões de microempreendedores individuais no Brasil.

36% dos MEIs vão receber o Auxílio Emergencial de R$ 600

Os dados foram divulgados pelo Sebrae e apontam que aproximadamente 36% dos MEIs se enquadram nos critério de recebimento do valor do governo. A pessoa que vai receber o benefício precisa ter uma renda familiar de até três salários mínimos (R$ 3.135) ou meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50). O número total de Microempreendedores individuais no país atualmente é de 9,9 milhões.

Já em relação aos trabalhadores informais, um estudo do Sebrae sobre o perfil de empreendedores, baseado na PNAD, revelou que 76% ganham até 3 salários mínimos. O que significa que esse mesmo percentual conseguiria o acesso ao benefício.

Ou seja, se considerarmos o universo de 20 milhões de informais existentes no país, a estimativa é de que cerca de 15 milhões poderão ser beneficiados pela medida.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o Auxílio Emergencial vai representar um alívio para os milhares de MEI e informais. Entretanto. para ele, é necesário avançar na liberação do crédito direto para reforçar o capital de giro desses empreendedores. “Para que eles possam manter os negócios e as famílias que sustentam neste período de crise.”

Como solicitar o auxílio emergencial?

O governo já disponibilizou para download o app para os trabalhadores informais se cadastrarem e, posteriormente, receber o auxílio emergencial de R$ 600.

Para solicitar o benefício, acesse o site ou baixe o app Caixa Auxílio Emergencial nos aparelhos com sistema Android e aparelhos com sistema iOS, como iPhones.

Conteúdo original Seu crédito Digital