Auxílio Emergencial: nascidos em janeiro recebem a 7ª parcela no dia 20

Os primeiros a receber a última parcela do auxílio emergencial serão os beneficiários do Bolsa Família a partir do dia 18. Os demais, começam a receber a partir do dia 20

O auxílio emergencial vai acabar neste mês. A 7ª e última parcela será paga para 39 milhões de beneficiários. Com o fim do auxílio, o governo pretende lançar o Auxílio Brasil que vai substituir o Bolsa Família, que segundo o Ministério da Cidadania deverá entrar em vigor no mês que vem.

O auxílio emergencial começou uma nova rodada em abril e terminaria em julho, no entanto, como a vacinação contra a covid-19 estava ainda no início, o governo resolveu prorrogar o benefício por mais três meses, começando em agosto e terminando agora em outubro.

O governo deseja que parte das pessoas que estão recebendo o auxílio emergencial sejam inseridas no Auxílio Brasil.

Última parcela da prorrogação do auxílio emergencial 2021

Começa a partir do dia 18 de outubro o pagamento da última parcela da prorrogação do auxílio emergencial 2021, para os beneficiários do Bolsa Família. Os demais começam a receber a partir de 20 de outubro.

Veja o calendário de pagamento da 7ª e última parcela do Auxílio Emergencial

Datas da 7ª parcela para o Bolsa Família
Dígito final do NISData de pagamento
118 de outubro
219 de outubro
320 de outubro
421 de outubro
522 de outubro
625 de outubro
726 de outubro
827 de outubro
928 de outubro
029 de outubro
Calendário 7ª parcela – Auxílio Emergencial 2021 (público geral)
Mês de nascimentoData do crédito em contaData para saque em dinheiro
Janeiro20 de outubro01 de novembro
Fevereiro21 de outubro03 de novembro
Março22 de outubro04 de novembro
Abril23 de outubro05 de novembro
Maio23 de outubro09 de novembro
Junho26 de outubro10 de novembro
Julho27 de outubro11 de novembro
Agosto28 de outubro12 de novembro
Setembro29 de outubro16 de novembro
Outubro30 de outubro17 de novembro
Novembro30 de outubro18 de novembro
Dezembro31 de outubro19 de novembro

Devolução do auxílio emergencial

O auxílio emergencial que foi recebido de forma indevida deverá ser devolvido aos cofres públicos. Para isso, o governo começou a partir desta terça-feira (5), a notificar os brasileiros a devolverem o dinheiro, que segundo o Ministério da Cidadania, eles serão informados através de um SMS dos números 28041 ou 28042 com o pedido. O Ministério calcula que cerca de mais de 627 mil pessoas deverão receber o auxílio emergencial.

“Receberão as mensagens os trabalhadores que ao declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) geraram DARF [Documento de Arrecadação de Receitas Federais] para restituição de parcelas do Auxílio Emergencial, mas que ainda não efetuaram o pagamento, ou que receberam recursos de forma indevida por não se enquadrarem nos critérios de elegibilidade do programa”, conforme nota do Ministério.

Em agosto deste ano, outras 650 mil pessoas receberam a notificação. Cerca de R$ 40,6 milhões foram devolvidos até o dia 21 de setembro após essa primeira leva de SMS.

Comentários estão fechados.