Carreira: Com desemprego em alta, cresce a quantidade de freelancers

PIS/PASEP



Com a crise econômica no Brasil e o desemprego em alta, os profissionais que foram demitidos e não conseguem uma recolocação precisam usar a criatividade para sobreviver. A coluna da Mara Luquet, no Jornal da Globo, foi investigar e concluiu que o número de profissionais freelancer (que receber por trabalho realizado) aumentou no Brasil.
Uma das novas profissionais liberais é Juliana de Camillo, que foi demitida há seis meses e agora passeia com cachorros e, também, desenvolve sites. O escritório é na própria casa e explica que “até hoje não tive nenhum mês que não entrou nada, não tive nenhum mês que meu salário ficou abaixo do que eu recebia como CLT”.

A reportagem teve acesso a pesquisa de uma plataforma de ofertas para freelancers, que recolheu dados que indicam que o desemprego é o responsável pelo aumento de 33% em um ano da quantidade de profissionais da área da tecnologia trabalhando como freelancers. “A nova geração, essa faixa dos 20 aos 30 anos, ela demanda também mais flexibilidade. Vai ser difícil pra uma empresa conseguir reter esse profissional mais novo que ele já não quer aquela dependência tão da carteira assinada que tem com as empresas atualmente”, ponderou Sérgio Baiges, CEO da Prolanger.

Mara, que é especialista em finanças pessoais, explica que a melhor forma de gerir o dinheiro (que deixa de ser fixo) é pensar como uma empresa. Isso significa fazer projeções, não apenas do novo “salário”, mas anual. Isso é necessário porque, em alguns meses, os trabalhos serão abundantes e vai entrar mais dinheiro. No entanto, em outros, esse fluxo pode ser menor e é preciso equilibrar as contas.

O ideal, de acordo com a especialista, é ter um caixa de seis a 12 meses. Ou seja, ter guardado dinheiro suficiente para cobrir as despesas fixas (como internet e energia) pelo tempo mencionado. A última dica é: só faça “dívida boa”: comprar um computador para poder realizar novos trabalhos, um carro para conseguir novos clientes e assim por diante. (Com Notícias ao Minuto)

[useful_banner_manager banners=21 count=1]

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Anúncios