Cartão BNDES para MEI: Saiba como solicitar seu

0

O número de novos registros de Microempreendedor Individual (MEI) têm aumentado consideravelmente no país.

Isso porque muitos brasileiros têm buscado novas formas de garantir uma renda, e empreender se tornou a principal ferramenta para enfrentar a pandemia. 

Diante disso, as instituições financeiras também têm aproveitado para liberar créditos que possam ajudar os empreendedores a manter suas atividades.

Para atender à esse público, são disponibilizados linhas de créditos, empréstimos e financiamentos com juros baixos.

Uma das opções é o cartão de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDE). 

Esta é uma ferramenta voltada ao MEI que precisa de crédito e juros baixos para investir no seu negócio.

Se você é MEI e está precisando de um cartão de crédito para utilizar em sua empresa, continue acompanhando nosso artigo e veja como pedir o seu. 

Taxas de Juros

Segundo o BNDES a taxa do Cartão BNDES é definida mensalmente e a simulação pode ser feita através do Portal de Operações do Cartão BNDES.

Assim, no momento da compra a taxa em vigor é fixada e se mantém inalterada até o final do financiamento.

Mas fique atento à taxa administrativa que é cobrada pelo banco emissor no ato da abertura de crédito, pois, não pode exceder 2% sobre o limite do crédito concedido.

Atualmente, as condições financeiras em vigor são:

• Limite de crédito de até R$ 2 milhões para cada cliente, por banco emissor

• Prazo de parcelamento de 3 a 48 meses.

Posso solicitar?

Para ter acesso ao cartão de crédito como MEI, o empreendedor deve estar atento ao faturamento da empresa.

Para se manter como microempreendedor individual é preciso ter até R$ 81 mil anual.

Além disso, o responsável ter a documentação da empresa em dia e possuir residência fixa no Brasil.

Outro quesito é possuir uma conta corrente em algum dos seguintes bancos: 

  • Banco do Brasil; 
  • Banco do Nordeste; 
  • Banrisul; 
  • Banestes; 
  • Bradesco; 
  • BRDE; 
  • Caixa Econômica Federal; 
  • Itaú; 
  • Sicoob;
  • Sicredi. 
Designed by @vgstockstudio / Freepik
Designed by @vgstockstudio / Freepik

Vale ressaltar que o BNDES não exige tempo mínimo de atividade da empresa MEI para a obtenção do Cartão BNDES, porém, os bancos emissores que são os responsáveis pela concessão do crédito, podem definir esse tipo de exigência para a emissão do cartão. 

Onde solicitar?

O MEI pode pedir o cartão diretamente pelo site oficial do BNDES, basta escolher a opção “Solicite seu Cartão” e preencher o formulário de solicitação do cartão com suas informações pessoais, além do CNPJ e a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) referente à atividade desenvolvida pela sua empresa.

Depois, informe o banco onde você possui conta, pois, ele estará vinculado ao cartão. 

Todos os dados devem ser comprovados posteriormente, para isso, será necessário se apresentar na instituição bancária escolhida tendo todos os documentos em mãos.

Você pode ainda agendar o atendimento e buscar orientações junto ao seu banco. 

Documentos 

Cada instituição bancária têm sua política de atendimento, mas vamos listar aqui os principais documentos que costumam ser solicitados para o pedido de crédito.

São eles: 

  • Certidão Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CND) 
  • Certidão Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CPEN) 
  • Certificado de Regularidade do FGTS
  • Comprovação de Regularidade quanto à entrega da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais)
  • Declaração na qual ateste que a empresa está regular perante os órgãos públicos 

Posso ter mais de um cartão?

O cliente pode obter um cartão BNDES em quantos bancos emissores desejar.

Caso um banco emissor trabalhe com mais de uma bandeira de cartão de crédito, o cliente poderá ter, nesse banco, um cartão BNDES de cada bandeira, desde que a soma dos limites não ultrapasse R$ 2 milhões.

Pedido recusado

Assim como é possível ter mais de um cartão nos bancos emissores, também é possível fazer um novo pedido para obter o cartão em caso de  recusa.

Então, não se preocupe: você poderá fazer uma nova proposta no site através de outro banco, pois, as instituições financeiras possuem diferentes políticas de concessão de crédito. 

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Samara Arruda