Como posso calcular o lucro de uma pequena empresa?

0
439

Empreender é uma tarefa árdua, principalmente para pequenos empresários. Além das atividades operacionais, ainda é preciso administrar e garantir que o negócio tenha bons resultados, sempre mantendo um bom relacionamento com seus funcionários e parceiros de trabalho.

Entretanto, quando um profissional se prepara adequadamente, os obstáculos são superados e resultados positivos são obtidos. Por isso, calcular o lucro de uma pequena empresa é essencial para o seu bom gerenciamento.

Alguns empresários, no entanto, têm dificuldades em efetuar esse cálculo, que parece complexo e muito minucioso. Além disso, devido à falta de conhecimento e de informações corretas, muitos tomam atitudes equivocadas e que colocam seus negócios em risco.

Na verdade, há formas práticas de encontrar essa informação e definir os rumos do seu negócio. Então, no nosso post de hoje, explicamos os principais conceitos e mostramos as principais estratégias e técnicas a serem utilizadas em sua empresa.

Tenha muita atenção em sua leitura e aproveite!

O que é o lucro?

Por definição, lucro é o retorno positivo de um investimento feito em negócios de qualquer natureza. Quando esse retorno é negativo, ao invés do lucro, se configura o prejuízo.

Depois de investir seus recursos em uma empresa, você pode calcular todo o montante gasto e o resultado final obtido para, a partir da diferença, conhecer o seu lucro.

É possível ter lucro maior que 100%?

Frequentemente, vemos propagandas de negócios que parecem ser fabulosos e oferecem lucros de 100%, 200% e 300%. Essa informação é totalmente equivocada.

“Mas, se eu compro um produto por R$ 25 e vendo por R$ 100, estou ganhando R$ 75, ou seja: 3 vezes o que eu investi. Meu lucro não é de 300%?”

Na verdade, não. O erro está no conceito. O lucro é calculado a partir do preço de venda do produto, e não do seu custo. O correto seria dizer que houve lucro de 75%, que foi a parcela da venda obtida como retorno líquido do seu investimento.

Qual a diferença entre lucro líquido e lucro bruto?

Além dos custos diretos do produto, uma empresa arca com diversos gastos para funcionar. Ela não sobrevive apenas comprando e vendendo produtos, pois também precisa pensar em:​

  • contas de aluguel, água, energia elétrica, internet, telefone e gás;
  • despesas com marketing;
  • aluguel:
  • compra de produtos básicos para o seu funcionamento, como materiais de escritório e de limpeza;
  • pagamento de impostos.

Por isso, existem 2 tipos de ganhos financeiros em um negócio. Conheça-os:

O cálculo do lucro bruto

Quando se calcula o lucro bruto, você está subtraindo o custo dos produtos vendidos das receitas totais (o resultado geral das suas vendas).

Esse custo pode ser o valor de compra, quando você revende mercadorias, ou pode ser o valor dos insumos que você teve que comprar para fabricar outros (como trigo, ovos, sal, açúcar, para a fabricação de doces e bolos).

Seu cálculo se dá pela equação abaixo:

O cálculo do lucro líquido

Por outro lado, para calcular o lucro líquido da sua pequena empresa, você precisa considerar todas as despesas fixas e variáveis que precisa pagar para funcionar (aquelas que citamos acima).

Então a conta, será:

Como definir o preço certo para o lucro que almejo?

Muitos empresários sabem o quanto querem lucrar e calculam os preços com base nessa margem esperada, mas, no final das contas, passam aperto financeiro. Isso acontece porque, em muitos casos, o resultado não é condizente com o esperado.

A resposta está exatamente na diferença entre lucro bruto e líquido. Muitos empresários realizam esse cálculo levando em conta o lucro bruto, mas se esquecem de considerar as despesas fixas e variáveis.

Por isso, você deve ter muita atenção em todas as atitudes tomadas em sua gestão, principalmente ao calcular o lucro de uma pequena empresa.

Utilizando o conceito de mark-up

Para acertar nesse cálculo e lucrar conforme o esperado, experimente utilizar uma forma de definição de preço conhecida como mark-up. Siga os passos abaixo:

  1. Calcule os custos e despesas fixas e variáveis de sua empresa. Suponha que o resultado seja de 35% do valor de suas receitas;
  2. Some o percentual de lucro que espera. Se for, por exemplo, 30%, seu custo total de vendas fica em 65% (35% + 30%);
  3. Considere que 100% é sua receita total. Calcule seu mark-up divisor usando a fórmula: (RECEITAS – CUSTO TOTAL DE VENDAS)/100. Seu mark-up divisor será (100% – 65%)/100% = 35/100 = 0,35;
  4. Defina seu preço de venda a partir desse número, dividindo o custo do produto pelo mark-up divisor obtido. Se um item tem custo de R$ 20, o cálculo fica: 20/0,35 = 57,14.

Ou seja: seu preço de venda deve ser R$ 57,14 para cobrir custos, despesas e garantir o lucro esperado.

Qual é a importância da previsão de caixa?

Assim como o lucro, as despesas de uma empresa são determinantes para a obtenção de resultados positivos. De nada adianta ganhar muito dinheiro se a sua gestão gasta mais do que deveria. Quando isso acontece, os processos não são otimizados.

Além disso, uma parte desses valores poderiam ser investidos na compra de novos equipamentos, no aumento do salário de seus funcionários e na melhoria do espaço físico de sua empresa. Como consequência disso, seu processo produtivo pode ser aprimorado, fazendo com que todos os envolvidos saiam ganhando.

Portanto, o controle financeiro torna-se essencial na performance de uma empresa. Dessa forma, a previsão de caixa, também conhecida como fluxo de caixa, é uma ferramenta que pode auxiliá-lo em sua rotina de trabalho.

Com ela, é possível acompanhar todas as movimentações financeiras realizadas em seu empreendimento. Ao monitorar as entradas e saídas, você amplia seu campo de visão e consegue encontrar gargalos operacionais e financeiros com mais facilidade. Outro benefício é o cumprimento de todas as suas responsabilidades fiscais e financeiras.

Como ela deve ser realizada

À medida que o tempo passa, os processos de uma empresa acabam utilizando novas tecnologias para auxiliar a atuação de seus administradores e colaboradores, e não poderia ser diferente na hora realizar a previsão de caixa.

Então, você deve utilizar um sistema de gestão financeira que resuma as contas a pagar e receber durante todo o mês. Lembre-se de prezar pela simplicidade e o fácil manuseio dessa ferramenta. Clique no banner abaixo e confira o Flua.

Portanto, opte por aquela que mais se adapte às suas necessidades e que faça o uso de gráficos e relatórios otimizados. Assim, é possível realizar uma previsão de entradas e saídas dos próximos meses e tomar decisões focadas no aumento dos lucros e na redução das despesas.

Desse modo, faça uma pesquisa de mercado e encontre uma solução online e moderna, garantindo a segurança e a estabilidade de seu empreendimento. Não se esqueça também da importância do armazenamento e do monitoramento das informações de seus clientes e fornecedores.

O sucesso de um empreendimento só pode ser alcançado se o seu administrador está bem preparado e capacitado. Nessas horas, esse profissional deve tomar atitudes acertadas, sempre levando em consideração seus objetivos e as necessidades de seus clientes.

Sabendo calcular o lucro de uma pequena empresa, um empresário pode entender seu resultado e encontrar formas de diminuir seus custos melhorar seus resultados.

Via Flua

DEIXE UMA RESPOSTA

Coloque seu comentpario
Coloque o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.