Covid-19 permite auxílio-doença e saque do FGTS?

0

Em primeiro lugar vamos explicar o que é o auxílio-doença. Trata-se de um dos benefícios da Previdência Social que funciona como uma licença remunerada.

O trabalhador fica ausente do trabalho, fazendo seu tratamento e, mesmo assim, recebe seus proventos.

O benefício é dado aos pacientes que são segurados do INSS, mesmo aqueles que contribuem de forma autônoma. 

Com a pandemia da Covid-19, algumas dúvidas pairam no ar por se tratar de uma “novidade” e os trabalhadores se perguntam se têm direito a alguns benefícios, entre eles o auxílio-doença e até mesmo o saque ao FGTS. 

Acompanhe conosco nesta leitura e fique por dentro do assunto.

Contraí a Covid-19, tenho direito ao auxílio-doença?

A resposta é positiva. Quem foi infectado pode requerer este benefício, mas com uma condição.

É preciso comprovação através de laudos médicos e resultado positivo para a enfermidade com o tempo necessário de afastamento.

Via de regra, a solicitação deste auxílio ocorre após 15 dias de afastamento e se o trabalhador ainda estiver incapaz de voltar às suas atividades.

Já com a Covid-19 isso muda de figura. O segurado poderá fazer a solicitação logo no primeiro dia que se ausentar.

Os demais requisitos que são iguais para o auxílio-doença são ter contribuído por, no mínimo 12 meses, estar na qualidade de segurado (contribuinte do INSS) e comprovação da incapacidade de trabalhar. 

Para solicitar o benefício, o trabalhador deve entrar no Portal Meu INSS e fazer o requerimento. É primordial anexar atestado, exame e o resultado positivo para a doença, sem rasuras e bastante legível.

Designed by @freepik / freepik
Designed by @freepik / freepik

Importante também constar no atestado o tempo estimado de ausência, o número do CID (Classificação internacional da Doença), assinatura, carimbo e número de CRM do médico. 

Posso sacar o FGTS porque contraí a Covid?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, mediante a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho.

Mensalmente, os patrões depositam em contas bancárias, em nome dos funcionários, o valor correspondente a 8% do salário de cada empregado.

A lei 8.036, que estabelece as hipóteses de saque do saldo do FGTS, por trabalhadores e aposentados, previu várias situações excepcionais, mas nada próximo à crise epidemiológica e sanitária que estamos vivendo, até porque a lei é do ano de 1.990.

Portanto, infelizmente, a resposta é negativa com relação ao saque do FGTS.

A Caixa Econômica Federal não disponibiliza o dinheiro com base na COVID-19, por falta de previsão legal.

Em seu lugar, o Governo Federal aprovou a Medida Provisória nº 946 de abril de 2020 que instituiu o Saque Emergencial e que foi estendido até este ano de 2021.

Por: Ana Luzia Rodrigues

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.