Covid-19: vacinação em crianças é suspensa no Rio e Janeiro

Crianças sem comorbidade maiores de 7 anos vão ter que aguardar

Acabaram as doses da vacina contra a Covid-19 para crianças sem comorbidade, acima de 7 anos, no Rio de Janeiro. Somente aquelas que apresentarem alguma comorbidade nesta faixa etária terão direito a dose.

A capital, que vacinaria a partir desta terça-feira, dia 01, crianças de 7 anos ou mais sem comorbidades, vai ter que esperar o envio de nova remessa de imunizantes do Ministério da Saúde. A vacinação com a primeira dose continuará disponível para pessoas com 12 anos ou mais e crianças de 5 a 11 anos com deficiência e/ou comorbidades.

Também continua disponível a aplicação de segunda dose, dose de reforço para pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses e dose adicional para pessoas com 18 anos ou que tenham recebido três doses no esquema primário.

De 1° a 30 de janeiro de 2022, a capital fluminense registrou mais de 13 mil casos de Covid-19 em crianças de 0 a 9 anos. O quantitativo do mês é superior ao registrado nos dois últimos anos inteiros. Em 2021, foram 2.462 crianças que testaram positivo para Covid-19, enquanto, em 2020, mais de 2.700 infectados por Covid-19 tinham até 9 anos.

Na faixa etária de 10 a 19 anos, o número de casos registrados em janeiro, no município, é superior ao registrado nos dois anos anteriores somados. Neste mês de janeiro, foram quase 18 mil crianças e adolescentes infectados com Covid-19. Os anos inteiros de 2020 e 2021 somaram 11.317 casos positivos.

Na capital fluminense, 151.321 crianças de 5 a 11 anos já receberam a primeira dose de imunizantes contra o coronavírus, cerca de 25% do total.

O Ministério da Saúde afirmou que nos próximos dias, cerca de 400 mil doses serão enviadas para o estado.

Comentários estão fechados.