Esses motivos podem garantir direito ao saque do FGTS

Confira quais são os motivos que podem garantir ao trabalhador o saque do seu fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS).

O FGTS é um benefício destinado ao trabalhador que realiza suas atividades laborais regidos sob o regime da CLT.

O fundo foi desenvolvido para proteger o trabalhador demitido sem justa causa, no entanto, existem outros motivos que podem garantir acesso ao dinheiro no fundo, e hoje você vai conhecer quais são eles.

Situações que garantem direito ao saque do FGTS

Primeiramente uma vez que o FGTS é depositado este dinheiro já se torna propriedade do trabalhador, no entanto, o acesso só é garantido em determinadas situações como essas abaixo:

  • Dispensa sem justa causa;
  • Fim do vínculo empregatício por acordo entre empregador e empregado;
  • Rescisão por término de contrato por prazo determinado;
  • Rescisão por falência da empresa;
  • Rescisão por culpa recíproca ou por força maior;
  • Na aposentadoria
  • Na aquisição da casa própria;
  • Em casos de financiamentos imobiliários pelo SFH;
  • Em caso de calamidade pública, como em enchentes e vendavais;
  • Suspensão do trabalho avulso por período igual ou superior a 90 dias;
  • Para trabalhadores com 70 anos ou mais;
  • Titular ou dependente portador de HIV;
  • Trabalhadores ou dependente diagnosticados com câncer;
  • Trabalhadores ou dependentes que estejam em estágio terminal por causa de uma doença grave;
  • Cidadãos a três anos ininterruptos sem registro na Carteira de Trabalho
  • Em caso de falecimento do titular — neste caso, o saque caberá aos herdeiros habilitados.

Atualmente o FGTS ainda pode ser retirado através de outras oportunidades, como no caso do saque-aniversário ou do saque extraordinário que está sendo liberado em 2022.

Como consultar o saldo do meu FGTS?

O trabalhador pode consultar o valor que possui nas suas contas ativas e inativas do fundo, por da Caixa Econômica Federal.

Outra opção é efetuar a consulta pelo aplicativo do FGTS que pode ser feita seguindo os passos abaixo:

  • Baixe o aplicativo do FGTS (disponível para Android e IOS);
  • Abra o aplicativo e clique em continuar;
  • Informe a numeração do seu CPF;
  • Digite sua senha, caso ainda não possua, realize o cadastro;
  • Nesse momento, a plataforma pede para você cadastrar uma conta bancária, caso não queira isso, volte para tela inicial;
  • Clique nos valores do FGTS da empresa atual, ou alguma outra referente a um emprego anterior;
  • Para ver todas as empresas nas quais você trabalhou, clique em “Todas as Contas”;
  • Feito isso, basta verificar o saldo e gerar o PDF com o extrato.

Comentários estão fechados.