Famílias poderão ficar de fora do Auxilio Brasil

As famílias que estão inscritas no Cadastro Único Para Programas Sociais (CadÚnico) serão avaliadas periodicamente

Muitas famílias que estavam recebendo o Bolsa Família podem ficar sem receber o Auxílio Brasil. Isso porque o novo benefício do governo ganhará novas regras. O que vai obrigar uma nova avaliação cadastral de  todos os beneficiados.

As famílias que estão inscritas no Cadastro Único Para Programas Sociais (CadÚnico) serão avaliadas periodicamente, desta forma, quem estiver com dados sem atualização estará na mira do governo. Depois o governo vai verificar se as famílias ainda podem continuar recebendo o Auxílio Brasil, ou seja, se estão dentro das novas regras. De seis em seis meses será avaliado quem ainda está elegível para receber o pagamento.

O que acontece com quem teve o benefício cancelado?

Segundo o Governo Federal, quem tiver o benefício cancelado ainda terá chances de recuperar o pagamento, entrando com um recurso no site do governo. Basta observar a regra, seguindo um prazo de 30 dias corridos, a partir do momento em que você foi comunicado sobre o cancelamento ou a suspensão. Lembrando que quem já recebia o Bolsa Família, o Auxílio Brasil será pago automaticamente.

Para quem está inscrito no CadÚnico e não recebia o Bolsa Família vai estar numa fila de espera, que o governo chama de lista de reserva que dará direito no futuro ao recebimento do Auxílio Brasil. Mas, sempre é preciso ficar atento se a família se enquadra nas regras exigidas pelo governo para ter acesso ao benefício.

E quem não está inscrito no CadÚnico vai receber o Auxílio Brasil?

Para as pessoas que ainda não se inscreveram no Cadastro Único (CadÚnico), vão precisar ir a uma unidade do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) para fazer um registro ou renovar. No entanto, há um risco do governo não reconhecer o cadastrado como elegível para ter direito ao benefício.

Nesta sexta-feira o governo vai liberar o Auxílio Brasil de R$ 400

Nesta sexta-feira (10) o Auxílio Brasil será pago seguindo o calendário habitual do extinto Bolsa Família, de acordo com o número final do NIS. Devido às festas de final de ano, o pagamento vai começar mais cedo, no dia 10 seguindo até o dia 23 de dezembro. 

O benefício começou a substituir o Bolsa Família em novembro com um reajuste de 17,84%, mudando o valor médio para R$ 217,18. O governo começa a pagar a partir desta sexta-feira o Auxílio Brasil no valor de R$ 400, confira as datas:

  • NIS final 1: 10 de dezembro (sexta-feira);
  • NIS final 2: 13 de dezembro (segunda-feira);
  • NIS final 3: 14 de dezembro (terça-feira);
  • NIS final 4: 15 de dezembro (quarta-feira);
  • NIS final 5: 16 de dezembro (quinta-feira);
  • NIS final 6: 17 de dezembro (sexta-feira);
  • NIS final 7: 20 de dezembro (segunda-feira);
  • NIS final 8: 21 de dezembro (terça-feira);
  • NIS final 9: 22 de dezembro (quarta-feira);
  • NIS final 0: 23 de dezembro (quinta-feira).

Comentários estão fechados.