Os trabalhadores com contas ativas e inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), poderá realizar um saque de até R$ 1.045. Se trata do saque emergencial, liberado pelo governo por causa da pandemia do novo coronavírus.

Mas quem não quiser sacar o valor ou ter o depósito feito direto em conta, deverá avisar à Caixa Econômica Federal (CEF) com dez dias antecedência.

O calendário seguirá o modelo do Auxílio Emergencial, ou seja, o pagamento será de acordo o mês de nascimento do trabalhador. O pagamento começou na segunda-feira, 29 de janeiro para quem nasceu em janeiro.

Por ser necessário avisar que não deseja o saque dez dias antes, os nascidos em fevereiro tinham até sexta-feira, 26 de junho, para avisar a Caixa. Nesse caso, quem não avisou receberá o crédito automaticamente dia 6 de julho. Quem nasceu em março recebe o valor dia 13 de julho e, por isso, tem até 3 de julho para avisar que não quer o saque emergencial.

Confira o calendário completo de depósito e de saque e transferência.