Gasolina e gás de cozinha ficam mais caros a partir deste sábado

Famílias de baixa renda não conseguem mais cobrar o gás de cozinha

A gasolina e o gás de cozinha voltam a ser a dor de cabeça dos trabalhadores. Neste sábado (9), tanto a gasolina quanto o gás ficaram mais caros. O aumento indicado pela Petrobras é de 7,2% em cada produto.

Com o reajuste, a gasolina passa de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro. Desta forma, o aumento por litro passa a ser de R$ 0,20.

Já o gás de cozinha, botijão de 13kg passa a custar R$ 50,15 e o GLP passou de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg.
O diesel já tinha sido confirmado no final de setembro pela Petrobras que teria um reajuste de 8,89%.

Vale-Gás

O vale-gás vai ser uma alternativa para quem não pode comprar por causa da alta do preço. Pelo menos é o que promete o governo que pretende criar uma espécie de vale-gás para as famílias de baixa renda, focando mais nos inscritos do Bolsa Família.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirma que o vale-gás já está “quase pronto” sendo financiado pela Petrobras.

O aumento do gás tem levado as famílias de baixa renda a mudar seus hábitos, obrigando muitas famílias nos bairros e comunidades pobres a utilizarem o fogão a lenha para cozinhar.

Embora seja perigoso usar outras alternativas para substituir o gás de cozinha, o excessivo aumento do preço tem obrigado as famílias de baixa renda a não pensar muito no perigo.

O presidente afirmou que o preço do gás será reduzido pela metade, especialistas dizem que isso não acontecerá porque existem fatores que influenciam o preço dos combustíveis, ou seja, não é possível controlar, como o preço do petróleo.

Comentários estão fechados.