INSS: Aprenda a como fazer sua contribuição sendo autônomo

0

É evidente que todo profissional que começa a trabalhar de forma autônoma, tem uma maior flexibilidade com horários, uma autonomia para organizar suas próprias tarefas e possibilidade de trabalhar em casa ou em qualquer outro lugar, por ser tão atraente esse mercado tem aumentado muito, principalmente com essa pandemia onde muitas pessoas tiveram que se reinventar para ganhar uma graninha extra e acabaram aderindo este ramo. 

Mas por se tratar de uma estrutura informal de trabalho é necessário estar atento (a) e tomar alguns cuidados.

Se você está nessa situação, confira como funciona o pagamento do INSS como autônomo

É importante lembrar que trabalhadores autônomos e profissionais liberais precisam estar ciente que o fato de você não contribuir para o INSS pode ser um ponto negativo para o futuro.  

Confira 4 passos para pagar o INSS como autônomo 

  • Fazer a inscrição no Programa de Integração Social (PIS);
  • O trabalhador autônomo é inscrito como “Contribuinte individual”;
  • É necessário que você tenha registro no PIS ou programa de integração social, se você já trabalhou de carteira assinada, então provavelmente você já possui um número, porém, se você nunca contribuiu, é só inscrever-se pela internet e escolher o tipo de contribuição.
  • Efetuar o pagamento da Guia da Previdência Social (GPS).

O que é GPS? 

A GPS, é o carnê do INSS, que pode ser preenchida manualmente ou pela internet, logo que for preenchida é só levar a guia até uma instituição bancária, ou casa lotérica e efetuar o pagamento.

A data limite para o pagamento é até o dia 15 do mês seguinte. 

Tipos de contribuição

São dois tipos de contribuições, a diferença entre eles é o valor pago mensalmente e os benefícios que  o segurado tem direito. 

  • No caso do código 1007, o valor da contribuição será de 20% do salário, limitado ao teto da previdência, que em 2018, está no valor de R$ 5.645,80.
  • No código 1163, o valor é de 11% do salário mínimo, que é um pagamento mensal ao INSS de R$ 104,94 e você receberá o valor de um salário mínimo de aposentadoria. 

Não perca tempo e planeje seu dinheiro para o futuro, pagar o INSS como autônomo é o caminho para ter essa segurança de garantir a sua aposentadoria.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por Laís Oliveira