O mercado automobilístico brasileiro cresceu o seu número de vendas em 8,65% em 2019. No entanto, esse número poderia ser muito maior se mais pessoas soubessem que quem é MEI pode comprar carro novo com até 30% de desconto.

Exatamente: quase um terço de desconto no carro novo para quem é MEI. Parece bom demais para ser verdade? Pois é exatamente o que acontece regularmente no mercado de automóveis.

Para quem é MEI, a compra do carro pode acontecer assim que receber os documentos de abertura da sua atividade, o que pode ser feito pela Internet em algumas cidades do país. Além disso, não existe nenhum período de carência para fazer a compra. Pode abrir o MEI e já dar entrada no carro.

No entanto, existem algumas regras específicas que devem ser respeitadas para quem vai comprar o carro com o desconto oferecido. A primeira delas é apresentar o contrato social da empresa, sua inscrição estadual vigente e alguns outros documentos necessários para comprovar a regularidade da sua inscrição empresarial.

Outra regra importante é que somente carros 0 quilômetros podem receber o desconto. Além disso, a venda do automóvel comprado é proibida por, pelo menos, 12 meses desde o seu recebimento. A ideia é que a desvalorização média do carro ultrapasse os 30% de desconto para evitar que se torne um modelo de negócios lucrativos.

Por exemplo, suponha que o preço de um Chevrolet Onix seja R$45.000,00. Com desconto de 30%, você pagaria R$31.500,00. No entanto, se você fosse imediatamente ao mercado, contando com uma desvalorização média do Onix de 20% assim que sai da concessionária, você conseguiria vendê-lo por R$36.000,00, lucrando R$4.500,00 no processo.

Caso o microempreendedor não respeite o prazo, ele terá de devolver o imposto isento do negócio. Ou seja: terá de devolver os 30% que não foram pagos.

Além disso, vale lembrar que o desconto não é obrigatório de 30%. O valor pode variar de 2,5% até 30%, dependendo da marca e do veículo em questão.

No entanto, o negócio não é feito só de vantagens. Existem algumas delas, sendo a principal o prazo. Na média, a entrega do carro comprado nesse sistema pode levar até 50 dias.

Além disso, uma desvantagem natural do MEI é que o seu faturamento pode chegar a até R$81 mil no máximo, com limite de compras de até 80% desse valor máximo. Ou seja: só é possível comprar carros de até R$64.800,00.

Para usufruir deste direito, no entanto, é necessário entrar em contato direto com a montadora e não com as concessionárias. Isso porque o desconto é aplicado pelas empresas diretamente, com base em sua política de preços.

Por causa disso, nem todas as montadoras trabalham com o sistema de vendas diretas (esse é o nome dado ao esquema) e nem todas optam pelo desconto de 30%. A Renault, a Chevrolet, a Volkswagen e a Fiat trabalham com o esquema e costumam liderar o ranking de mais vendidos nas vendas diretas.

Inclusive, em 2019, o Chevrolet Onix, o Fiat Strada e o Volkswagen Gol foram os carros mais vendidos para empresas.

No total, de acordo com a Fenabrave, somente no primeiro semestre de 2019, as vendas diretas aumentaram em 23%, enquanto as vendas para concessionárias subiram apenas 2%. Na prática, a perspectiva é que as compras para MEI e outras pessoas jurídicas aumentará ainda mais nos próximos anos e se tornará mais comum.

Para usufruir deste direito, no entanto, é necessário entrar em contato direto com a montadora e não com as concessionárias. Isso porque o desconto é aplicado pelas empresas diretamente, com base em sua política de preços.

Outras empresas que trabalham com as vendas diretas são a Nissan, Peugeot, Mitsubishi, Lifan, Kia, Jeep, JAC, Hyundai, Ford, Citroen, Caoa Chery, Suzuki e Toyota.

O desconto de até 30% no valor do carro é possível pois as empresas ganham isenção no ICMS caso trabalhem com as vendas diretas. O ICMS é um imposto estadual. Por isso, o valor do desconto pode variar dependendo do estado onde o automóvel for comprado. Por isso, vale a pena pesquisar bem os preços dos carros para saber qual deles tem o melhor desconto perto de você.

Infelizmente, os descontos para MEI ficam apenas no modelo do carro. Não é possível que um MEI possa comprar pneus ou acessórios automotivos com os mesmos descontos oferecidos pelas montadoras. Além disso, nem a gasolina oferece desconto.

 A novidade é especialmente positiva para quem é ou quer ser motorista de aplicativos, como o Uber, 99 ou Cabify. Isso porque, desde 2018, a ocupação de Motorista de Aplicativo Independente está registrada como uma das profissões possíveis de registro no MEI.

Na prática, é possível abrir o MEI e comprar um bom carro para atender os clientes nos aplicativos com um desconto significativo, o que torna a sua atuação mais barata no geral.

DICA EXTRA: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio

Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana.

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!