O que acontece quando uma empresa sonega impostos?

Com a carga tributária elevada e com as dificuldades das obrigações acessórias, não é difícil encontrar empreendimentos que sonegam impostos. Uma lista divulgada pelo Ministério da Fazenda revelou que as 500 empresas que mais devem à União têm uma dívida conjunta de mais de R$ 390 bilhões.

Porém, naturalizar esse problema só esconde as consequências graves que podem ocorrer quando uma empresa sonega impostos. Assim, é fundamental reconhecer quais são os possíveis efeitos de modo a agir para impedir que tal situação aconteça.

Continue lendo o post e descubra o que acontece com os empreendimentos que cometem a sonegação fiscal.

O pagamento de multa é uma das primeiras consequências

A sonegação de impostos muitas vezes está ligada à aplicação incorreta de alíquotas ou ao não pagamento do valor total devido. Nesse cenário, uma das consequências quando a empresa sonega impostos é o pagamento de multa.

Caso o negócio note o erro e vá diretamente ao Fisco para acertar a situação, pagará, em geral, 20% em relação ao que é devido. Se a dívida era R$ 10 mil, deverá pagar esse montante mais R$ 2 mil, referentes aos 20%.

Porém, se o erro for encontrado em uma fiscalização, o valor é de 75% sobre a totalidade do imposto e de 50% sobre o pagamento mensal. Dependendo do quadro, pode haver a multiplicação das penalidades, levando ao pagamento de 225% do que era inicialmente devido.

As sanções administrativas também podem acontecer

Também é possível que ocorram sanções administrativas, especialmente em situações mais graves, como quando há esfera criminal.

Esse tipo de ação pode significar, por exemplo, que o estabelecimento não poderá concorrer a licitações por determinado período ou, então, que não poderá realizar financiamentos em órgãos oficiais.

Dependendo do tipo e tamanho da organização, isso pode impedir o crescimento e mesmo a continuidade no mercado.

O responsável pela contabilidade ou pela empresa pode ser responsabilizado

O sócio-proprietário ou o responsável pela contabilidade pode ser responsabilizado se a empresa sonega impostos. Nesse caso, mesmo que a infração tenha sido tributária, o processo é criminal.

Se houver a condenação, é possível aplicar medidas administrativas, como impedir que o indivíduo participe da alta direção de um empreendimento por determinado período ou, então, exigir o pagamento de indenizações.

Dependendo do caso, é possível que haja a reclusão por um período de 2 a 5 anos, o que varia com a gravidade de cada situação.

A perda de credibilidade é outra consequência se a empresa sonega impostos

Um efeito que nem sempre é considerado, por não ser tangível, é a perda de credibilidade. Quando um negócio é pego sonegando impostos, trata-se de algo que terá uma repercussão negativa, para dizer o mínimo.

Os investidores e clientes internos terão menos confiança na empresa e os consumidores também se sentirão menos dispostos a comprar. Se a concorrência aproveitar essa oportunidade, isso pode significar perda de vendas e oportunidades.

Além de ter que pagar o imposto devido e as respectivas multas, é possível que o negócio tenha que investir pesado para recuperar a reputação e a confiança. Isso, por fim, gera ainda mais custos para todo o processo.

Quando uma empresa sonega impostos, ela não apenas precisa pagar multas, mas pode sofrer diversas outras consequências. Conhecendo essas situações, o melhor jeito é ter uma contabilidade de qualidade e confiança.

Via Solluta

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.