O que é e para que serve o DRE?

O DRE ( Demonstração do Resultado do Exercício) é um relatório que mostra as operações contábeis de uma empresa. O contador é o profissional habilitado para fazer sua emissão, pois é indispensável que todas as empresas, sejam pequenas, médias ou grandes tenham acesso a esse documento.

Pode-se dizer que é um dos únicos relatórios utilizados pelos administradores, investidores, bancos e inclusive o governo para analisar a real situação de uma empresa. Por isso, a DRE é muito avaliado para tomar decisões importantes com relação ao futuro da companhia, empréstimos bancários e até mesmo na venda da empresa.

Para que serve o DRE?

O DRE mostra os principais indicadores para avaliar a saúde financeira da empresa e conferir uma visão realista do negócio em um determinado período de tempo. A demonstração de resultados ajuda os gestores avaliar melhor as decisões a serem tomadas para garantir mais eficiência na geração de lucros.

De forma mais detalhada, o DRE serve para:

  • O lucro líquido sobre o faturamento da empresa ( o real ganho);
  • Mostra qual é o produto ou serviço que está sendo mais vendido;
  • Qual é a média gasta por cliente;
  • Ponto de equilíbrio entre ganhos e despesas da empresa. Índice importante para mostrar o quanto é necessário vender somente para cobrir os custos;
  • Calcula a margem de contribuição, ou seja, quanto do lucro é usado no pagamento das despesas;

O DRE é um relatório que permite uma visão ampla da empresa e serve para ajudar o empresário direcionar seus esforços no que realmente é importante para o negócio visando sempre melhorar os resultados.

Como é feito o DRE?

O DRE e o balanço patrimonial são elaborados juntos com o objetivo de detalhar todas as operações financeiras da empresa dentro de um período estipulado, ou seja, o relatório permite a avaliação da formação do resultado líquido mediante a comparação entre ” lucro e prejuízo”.

Em suma, é uma espécie de resumo financeiro dos resultados da empresa, seja eles operacionais ou não operacionais.

Legalmente, o DRE deve ser feito respeitando o regime de competência de forma que todas as receitas e despesas sejam lançadas dentro do período em que elas realmente aconteceram, independente de quando são recebidas ou pagas.

O DRE é divulgado para fins legais anualmente, no entanto, ele pode ser elaborado mensalmente para que os gestores da empresa acompanhem os resultados ou trimestralmente para fins fiscais.

De acordo com a Lei nº 6.404/1976, art. 187, uma DRE deve conter as seguintes informações:

  1. Toda a receita bruta das vendas de produtos ou serviços, bem como as deduções, abatimentos e impostos;
  2. Receita líquida das vendas, custos dos produtos e dos serviços e lucro bruto;
  3. Relação das despesas para efetuar as vendas dos produtos e serviços, despesas financeiras, deduzidas das receitas, despesas operacionais e administrativas;
  4. Lucro ou prejuízo operacional, outras receitas e despesas;
  5. Resultado do exercício antes do IR ( Imposto de Renda) e a provisão do imposto;
  6. À partir desse resultado, são informados ( acrescentados ou deduzidos) todos os resultados operacionais, como as participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias, mesmo na forma de instrumentos financeiros e de instituições ou fundos de assistência ou previdência de empregados que não se caracterizem como despesa;
  7. O lucro ou prejuízo líquido do exercício e o seu montante por ação do capital social. Objetivo final de todo o relatório.

Em suma, o DRE é um documento simples que resume toda a atividade da empresa em apenas um relatório. Fornece dados claros sobre a companhia, por isso, é muito requisitado pelo fisco e também por investidores ou fornecedores de crédito.

O DRE é um documento emitido pelo contador. O Senhor Contábil pode ajudar o seu negócio fornecendo toda a assessoria necessária para ajudar na gestão da empresa. Entre em contato e saiba mais!