Planejamento tributário para sua empresa: conheça os três tipos

0

Você sabia que é possível reduzir os impostos que são pagos pela sua empresa? Isso pode ser feito através da implementação de ações que estão relacionadas ao planejamento tributário. Essa é uma maneira lícita de se reduzir o pagamento dessas obrigações.

Por isso, hoje vamos falar sobre os tipos de planejamento tributário que existem e quando você deve adotar  cada um deles como estratégia para reduzir, adiar ou até mesmo eliminar os impostos.

Então, se você tem interesse em saber como isso funciona, acompanhe!

Tipos de planejamento tributário

Existem três tipos de planejamento operacional, estratégico e tático, mas para que eles sejam aplicados é necessário entender como funciona a sua empresa e definir quais são os seus objetivos para que seja estabelecido um tipo de planejamento para que você consiga atingir esses objetivos. Então, veja a seguir cada um deles: 

Planejamento Operacional: é um modelo de planejamento que é desenvolvido em conformidade com a lei para cumprir as obrigações da empresa, como a escrituração e o pagamento dos tributos dentro do prazo. Assim, a redução dos impostos ocorre devido à antecipação do pagamento ou entrega da obrigação. 

Por isso, é necessário que esse planejamento seja elaborado para períodos de 3 a 6 meses. Então, é necessário que você estabeleça as responsabilidades de cada um dos colaboradores e as formas necessárias para garantir a execução do planejamento, como a metodologia e os objetivos que são esperados através dessa ação. 

Planejamento Tático: é voltado ao médio prazo, devendo ser feito de 1 a 3 anos. Neste tipo de planejamento, são elaboradas estratégias que devem ser aplicadas e concretizadas junto aos setores e departamentos da empresa. Sendo assim, cada setor estabelece seus objetivos para que juntos, alcancem e que beneficie toda a empresa.

Planejamento Estratégico: aqui é necessário registrar quais são os resultados esperados a longo prazo, devendo ser elaborado para o período de 5 a 10 anos, mas ao longo desse tempo serão feitas algumas revisões considerando fatores internos e externos da empresa. Deve ser feito pelos proprietários, presidentes e diretoria, que irão decidir o tipo de regime tributário mais adequado para a empresa. 

Então, deve ser avaliado informações como a localização da empresa, a estrutura de capital, além do ramo do negócio, assim como a missão e os valores da empresa. Depois, são traçadas as estratégias para que sejam implementadas as mudanças necessárias para garantir que a empresa pague menos impostos. 

Business people meeting to discuss the situation on the market.

Desenvolvimento

Ao estabelecer o planejamento tributário para reduzir os tributos, conseguimos gerar lucro para a empresa. Desta forma, o planejamento se torna eficaz se for realizado de acordo com a realidade fiscal e financeira da empresa, então, essas estratégias podem ser realizadas por empresas de todos os portes.

Mas para isso, é necessário fazer uma análise dos tributos e dos objetivos para garantir o resultado do planejamento. Por isso, citamos as seguintes ações: 

Informações: faça um levantamento da sua empresa e estabeleça as variáveis referentes à atividade desenvolvida e as obrigações tributárias da empresa. Leve em consideração os dados relacionados à receita bruta e previsão de faturamento, pois, a partir disso é possível escolher o regime de tributação que irá atender melhor à sua empresa. 

Lucro: é importante definir o lucro que a empresa pretende ter para que isso seja registrado no planejamento e assim, possam ser feitas as devidas estratégias para se obter esse lucro, podendo ser feita uma comparação com os resultados que podem ser obtidos nos regimes tributários que a sua empresa pode se enquadrar. 

Despesas: também veja como está sendo distribuída a receita da empresa e faça uma previsão das despesas operacionais, que se referem aos gastos com a administração da empresa e venda de seus produtos e serviços. 

Empregados: lembre-se de registrar ainda as despesas que são geradas com seus funcionários, pois, esses gastos são importantes para a elaboração de um planejamento que irá demonstrar como ficam as despesas dos próximos meses. 

Simulação: Avalie todas as vantagens e desvantagens dos regimes tributários em vigor e, para isso faça uma simulação de como sua empresa pode ficar em cada um deles, optando por aquele que irá gerar cargas tributárias menos onerosas e, por isso, reduzirá os custos relacionados aos impostos.

Por isso, acrescente ainda informações sobre cenários otimistas, pessimistas e realista, para se ter uma ideia de qual será favorável para a empresa.

Informações

Para a elaboração da análise de sua empresa, com o objetivo de fazer seu planejamento tributário, leve em consideração as seguintes informações: 

  • Impactos nas receitas;
  • Impactos nas receitas e nas despesas; 
  • Impactos na lucratividade

Depois, compare essas informações com os tipos de regimes tributários, com o apoio de um contador, que possui experiência neste assunto e pode te auxiliar nas projeções que são necessárias para elaborar seu planejamento tributário, além de saber quais impostos incidem sobre o seu negócio.

Isso também te ajudará a programar o cumprimento das obrigações da sua empresa, como pagamentos, entrega de declarações e outros documentos e, desta forma, gerar economia.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.


Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda