Política de redução de custos: Saiba como implementar na sua empresa

0

Ter uma boa política de redução de custos na empresa é um ponto crucial.

Dessa maneira, se torna factível otimizar a margem de lucro, reinvestir no crescimento do negócio e no desenvolvimento dos próprios colaboradores.

A questão é: como fazer?

Existem várias medidas que podem ser parte de uma boa política, por exemplo, renegociar com os fornecedores ou implementar um software de gestão financeira que facilite o controle das entradas e saídas. 

Infelizmente, muitos empresários não dão a devida atenção ao tema, o que gera uma série de prejuízos à empresa.

Para ter ideia, seis em cada dez empresas fecham antes de cinco anos de atividade, muitas vezes por problemas financeiros.

Pensando nisso, reunimos uma série de informações neste post.

Hoje, você vai entender como implementar uma política de redução de custos na empresa.

Boa leitura!

Estipule um teto mensal de gastos

Em muitos negócios, falta um teto mensal de gastos devidamente distribuído entre os gestores e áreas da empresa.

Como todos não sabem até quanto podem gastar ou não, acabam usando mais recursos financeiros do que o ideal.

Desse modo, é essencial estipular um teto de gastos para toda a organização e alguns setores em específico.

O limite deve ser sempre abaixo do que se gasta atualmente, como 10% a menos, por exemplo. 

Descubra os custos não estratégicos

Há muitas maneiras de dividir os custos da empresa (fixos, variáveis, diretos e indiretos etc).

Um método simples é fazer essa divisão entre estratégicos e não estratégicos:

  1. estratégicos: que são úteis para o crescimento do negócio, como marketing, vendas ou aquisição de novas tecnologias;
  2. não estratégicos: necessários para manter o negócio, como produtos de limpeza, impostos e segurança.

A ideia é reduzir ao máximo os custos não estratégicos, desde que isso não afete a qualidade do empreendimento. 

Corte ou congele despesas que não influenciam no crescimento da empresa, de forma a reduzir significativamente os custos.

Conscientize a equipe da importância do assunto

Pequenas mudanças podem fazer toda a diferença na redução de custos: apagar as luzes, reaproveitar papel, usar menos copos descartáveis.

Lembre-se que nenhum custo é pequeno o suficiente para ser desconsiderado.

Para tanto, é preciso envolver o time.

Todos os funcionários devem estar comprometidos com a ideia de economizar, além de engajados no plano de redução de custos.

Uma boa ideia é estabelecer metas e, caso cumpridas, recompensar a equipe pelo resultado e dar o devido reconhecimento.

Renegocie pessoalmente com os fornecedores

Boa parte dos gastos mensais da empresa estão correlacionados à aquisição de insumos de fornecedores.

Por essa razão, uma ótima medida é que o proprietário ou administrador renegocie pessoalmente os preços de compra.

Não deixe essa renegociação com o setor de compras da empresa: se estiver ao seu alcance, faça você mesmo! Isso causará um impacto no fornecedor, que já está acostumado a falar com o setor de compras.

Também é uma ótima maneira de se envolver mais nos custos e despesas da organização.

Ligue para o seu fornecedor, explique a situação e diga que precisa de redução nos preços de compra.

Conte com um sistema de gestão financeira

Para que todas as dicas anteriores sejam bem implementadas e haja um adequado controle financeiro, o mais importante é contar com um bom sistema de gestão financeira.

Ele será útil para controlar todas as entradas e saídas.

Além disso, disponibiliza relatórios em tempo real, possibilitando a avaliação, de modo fácil, o desempenho financeiro da empresa, auxilia no monitoramento do fluxo de caixa, entre outras atividades.

Ao final, todo o negócio, nos diversos níveis e áreas, será beneficiado.

Esperamos que você tenha entendido como implementar uma política de redução de custos na sua empresa

Fonte: FLUA