Previdência Privada: Uma análise sobre sua constituição

0

Nos próximos quarenta anos, o Brasil enfrentará, com intensidade, o processo de envelhecimento da população nacional. Esta realidade deve conduzir o país a uma complicação sobre o contexto previdenciário que envolve indivíduos contribuintes e indivíduos beneficiários, pois os custos aumentarão, constantemente, no sistema brasileiro de Seguridade Social nas próximas décadas.

 Este aumento constante sobre os gastos públicos resultará em diversos problemas na gestão financeira da Seguridade Social, principalmente, devido a velocidade sobre as mudanças demográficas no Brasil em relação a população idosa. O acréscimo referente a expectativa de vida no cenário nacional é um assunto extremamente importante para todos os cidadãos brasileiros, pois indica a necessidade de uma melhor educação financeira na vida de cada indivíduo. Diante desse contexto, a previdência privada, um produto com foco em economia de longo prazo, torna-se uma ferramenta bastante atrativa.

Cada indivíduo deve iniciar o planejamento com foco para o rendimento financeiro futuro o mais breve possível, pois, além de acumular os aportes realizados a longo prazo, o investidor se beneficiará dos efeitos de juros compostos, os quais contribuem fortemente para alavancar o montante poupado. 

Baixe a planilha de controle financeiro da MRI Consultoria e comece a organizar a sua vida financeira.

Os principais desafios para os brasileiros constituírem uma aposentadoria justa, diante das tendências referente a evolução demográfica nacional, como hipótese, defende-se que o investidor brasileiro pode ser considerado extremamente conservador, já que diversifica muito pouco suas aplicações, levando em conta que a maior parte das pessoas aplicam a maior parcela do seu capital em um único produto financeiro. Devemos analisar a importância da educação financeira, com ênfase para o investimento na Previdência Privada.

É notável que na última década aumentou substancialmente a disposição brasileiro em melhor compreender o funcionamento do mercado financeiro com o objetivo de se educarem acerca de sua lógica e, destarte, realizarem investimentos. Existem inúmeras pesquisas que se debruçam sobre o comportamento dos consumidores em relação às atividades de compra, venda, da mesma forma, em relação destes com o processo de investimento e seu envolvimento, de modo geral com a economia.

 Tais estudos ganham validade, pois nos dias de hoje tem-se observado a maior facilidade em se obter créditos, perfazendo deste a elevada preocupação com a inadimplência. Outro fator que torna pesquisas sobre os hábitos dos consumidores importantes, diz respeito ao cenário econômico-político que atravessa instabilidades.

Comece agora mesmo a planejar sua aposentaria com a MRI Consultoria.

Então, faz-se preciso administrar as finanças para que se tenha um controle adequado do dinheiro. Se o indivíduo apresenta uma satisfatória educação financeira pode realizar escolhas conscientemente e, consequentemente, terá uma vida com maior qualidade.

O dinheiro integra inexoravelmente a vida das pessoas. É de suma importância que famílias ao estabelecerem vínculo possuam um planejamento claro e bem estruturado para que possam viver com qualidade, assim como preparar as bases adequadas para a chegada dos filhos. 

É primordial que a família tenha consciência dos seus gastos para que possa controlar as despesas, sem que se corra o risco de apresentar saldos negativos ao final do mês. Esta questão pode parecer simples, mas requer disciplina e organização familiar.

Baixe a planilha de controle financeiro da MRI Consultoria e comece a melhorar a sua vida financeira.

Com as comodidades de se adquirir bens e serviços a partir da utilização do cartão de crédito, tornou-se simplificada a atividade de gastar, porém caso não haja o planejamento adequado, pode-se perder o controle dos gastos e com isso, paulatinamente, se acumular dívidas. O acúmulo de dívidas está relacionado em grande medida, com a falta de educação financeira. Muitas famílias não possuem o hábito de criar planilhas de gastos, sendo que sem a noção exata das entradas e saídas, perde-se a noção da disponibilidade de recursos.

Autor: Matheus Paranhos – Consultor Financeiro na MRI Consultoria Financeira