Você já pensou em contratar um profissional autônomo em seu negócio? Saiba que em alguns momentos da empresa ele pode ser necessário.

Deu a louca na Ensino Contábil, cursos de 80 a 110 reais (Saiba Mais)

Quando ocorre, por exemplo, uma retomada do crescimento na economia, esse tipo de contratações se eleva. Estima-se que os profissionais autônomos representem 20% de todos os trabalhadores.

Há algumas vantagens em se contratar profissionais autônomos, assim como exigências e cuidados para que você não se complique.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo este post!

Vantagens para a contratação de um profissional autônomo

Contratar um profissional autônomo em sua empresa pode ser o que faltava para fechar um contrato novo, ou ainda, para fazer uma atividade esporádica e permitir que continue crescendo.

Essa é uma forma econômica de atender necessidades pontuais da empresa. Um profissional autônomo deve ser preferido em situações como:

  • realizar trabalhos específicos e normalmente técnicos no qual sua equipe de trabalho não está apta a realizar;
  • desempenhar tarefas eventuais e não recorrentes que não justifiquem a contratação de um funcionário;
  • criar oportunidades de redução de custos nas atividades que tenham características acima.

Por isso é preciso observar se na sua empresa existem as situações como as descritas acima para que as contratações sejam bem aproveitadas.

Existem algumas outras vantagens que podemos pontuar na contratação de autônomos:

  • não existem alguns encargos trabalhistas como o FGTS e a dispensa é facilitada.
  • você pode contratar por atividade e remunerar por entrega.
  • é ideal para momentos de aumento da demanda por permitir contratar por um curto prazo de tempo.

Características do trabalho de um profissional autônomo

É preciso mencionar que o trabalho autônomo tem algumas características, e nem sempre ele se adequa a todos os tipos de profissionais. Essas características vão além dos aspectos pessoais, e envolve os aspectos burocráticos.

Independência Econômica e Financeira

O profissional autônomo deve atuar com independência do seu contratante. Esse aspecto é bastante diferente de um funcionário CLT onde há uma relação dependência.

O Profissional Autônomo, dada a não exclusividade de atuação com o seu contratante, pode manter trabalhos com outras empresas. Isso lhe confere uma liberdade de definir a sua remuneração de acordo com a sua capacidade de atuação.

Atividade por conta própria

Aqui um ponto muito importante: O Autônomo assume todos os riscos de sua atividade. É isso que marca uma atuação por conta própria.

O profissional deve responder pela qualidade das entregas e as consequências do não atendimento aos acordos estabelecidos com o contratante. Como na maioria dos casos os contratos definem o que se espera pelo serviço, caso ele não esteja de acordo poderá gerar consequências financeiras.

Além disso as ferramentas de trabalho são próprias e estão sobre a responsabilidade do profissional.

Sem horário definido

Observamos que o Autônomo tem muita liberdade de atuação além de assumir os riscos da atividade. Não seria diferente com os horários de trabalho. O autônomo pode definir a sua jornada.

É claro que tamanha liberdade deve ser usada com responsabilidade. Afinal, foi definido uma entrega, um prazo e a qualidade esperada.

Se o autônomo trabalhar de menos, muito provavelmente terá comprometido um ou mais pontos estabelecidos no contrato.

Recebe remuneração e não salário

Diferente do funcionário CLT que recebe um salário todo mês para executar a atividade, o autônomo recebe uma remuneração.

Essa remuneração, normalmente é atrelada a entrega de atividades e não ao período de trabalho. Portanto se não houver um serviço finalizado não haverá o pagamento associado.

Via Capital Social

 

Comente

Comentários

Deixe uma Dúvida