Projeto de lei “Nos Conformes” para contribuintes de SP

732

Foi assinado pelo governador Geraldo Alckmin e agora segue para a Assembléia Legislativa de São Paulo a lei apelidada de “Nos Conformes”, que estimula os contribuintes paulistas à pagar em dia seus tributos.

O secretário da Fazenda, Hélcio Tokeshi, explica que o projeto visa criar uma classificação do contribuinte e quem estiver com melhores pontuações terá várias simplificações em procedimentos e exigências tributárias e fiscais e para isso é necessário estar com com pagamentos em dia, consistência nos dados declarados e notas fiscais emitidas.

O objetivo do projeto “Nos Conformes”

A minuta do projeto, que é datada de 27 de agosto de 2017, deixa claro o interesse do Estado em criar um ambiente de confiança entre seus setores tributários e os contribuintes. Todo o projeto gira em torno de cinco premissas, que deverão ser obedecidas no programa:

I – Simplicidade do sistema de tributação estadual;

II – Boa fé e previsibilidade de condutas

III – Segurança jurídica pela objetividade e coerência na aplicação da legislação tributária;

IV – Publicidade e transparência na divulgação de dados e informações;

V – Concorrência leal entre os agentes econômicos.

Ações que garantem a aplicação das premissas citadas:

I – facilitar e incentivar a autoregularização e a conformidade fiscal;

II – reduzir os custos de conformidade para os contribuintes;

III – aperfeiçoar a comunicação entre contribuintes e a administração tributária.

IV – simplificar a legislação tributária e melhorar a qualidade da tributação promovendo, entre outras ações: transparência nos critérios de classificação de contribuintes, nos termos da lei, atividades, decisões e diretrizes da administração tributária; uniformidade e coerência na aplicação da legislação tributária e a divulgação do entendimento da administração tributária sobre a aplicação concreta da legislação.

V – continuamente aperfeiçoar a administração tributária para atendimento dos princípios e valores jurídicos estabelecidos nesta lei.

A minuta ainda deixa claro que manterá o Conselho Estadual de Defesa do Contribuinte – CODECON, informado em relatório semestralmente sobre as providências adotadas e é ele quem vai sugerir aperfeiçoamento da lei e assegurar os cumprimento dos objetivos.

O documento informa que os contribuintes poderão ser convidados à participar de ações e projetos envolvidos pela Secretaria da Fazenda, em conjunto com instituições de ensino ou centro de pesquisa públicos ou privados, de acordo com regulamento pré estabelecido.

Classificação dos contribuintes

A classificação do contribuintes segue regras rigorosas e divididas em  segmentações por perfil de risco: A+, A, B, C, D, E e NC, na ordem do mais propenso à obter os benefícios do programa , até o contribuinte “não classificado”, que terá caráter transitório. Porém, o contribuinte classificado na categoria E tem sua situação cadastral não ativa nos termos do regulamento.

O caráter transitório abrange contribuintes no início de suas atividades e  quando se tratar de fornecedor estabelecido no exterior.

A classificação geral estará baseada em três informações que o contribuinte fornecerá:

  • Aderência entre escrituração e documentos fiscais emitidos.
  • Obrigações pecuniárias tributárias vencidas e não pagas relativas ao ICMS
  • Avaliação do perfil de fornecedores do contribuinte, conforme enquadramento nas mesmas categorias e pelos mesmos critérios de classificação previstos na lei.

lei nos conformes

E como o projeto de lei ainda está sendo estudado, há no Ofício uma informação de que a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo poderá realizar experiências pilotos de classificação, por meio de adesão voluntária do contribuinte, antes da implantação definitiva do sistema.

A Autorregularização da situação do contribuinte do ICMS

O projeto ainda enfatiza a importância e a valorização que dará ao contribuinte que aderir à autorregularização, que terá tratamento diferenciado no programa através de disponibilização de serviço de orientação e informação, sem custos e por período permanente; realização de campanhas educativas sobre seus direitos e garantias e obrigações tributárias; programa de educação tributária e treinamento a servidores da administração tributária.

Estar em dia com as obrigações fiscais e contábeis sempre trouxe benefícios às empresas. Estar com os documentos fiscais em ordem, pagar todos os impostos em dia e apresentá-los em caso de fiscalização fazem de sua empresa um contribuinte, fornecedor e um cliente confiável perante o mercado.

No caso de documentos fiscais, a importância que se dá deve ser redobrada, pois caso haja negligência em notas fiscais emitidas ou notas recebidas, os outros itens citados acima são afetados.

Se o contribuinte deixa de escriturar alguma nota fiscal emitida ou não possui o conhecimento de uma nota fiscal emitida contra seu CNPJ, os tributos são pagos com erro, o que pode gerar muitas pesadas.

Contar com uma solução que realiza consulta de NFe e outros documentos fiscais é imprescindível para ter o controle total de seus documentos.

Arquivei consulta, baixa e armazena automaticamente todas as NFes emitidas contra seu CNPJ. Também permite realizar a Manifestação do Destinatário, que já é obrigação para muitas empresas.

Além disso, possui um painel para gestão de documentos fiscais para ver, imprimir, buscar, filtrar de acordo com seus critérios documentos como NFe, NFCe, NFSe e CTe.

Para que o contribuinte e o contador trabalhem juntos para a saúde financeira e fiscal da empresa, o Arquivei possui o painel do Contador, onde é possível enviar o fechamento do mês por e-mail ou dar acesso para que o profissional de contabilidade posso acompanhar seus documentos fiscais recebidos.

Para estar “Nos Conformes” com as leis tributárias, acesse o Arquivei e experimente grátis.

2 COMMENTS

  1. I do trust all of the ideas you’ve offered on your post.
    They are really convincing and can definitely work. Still, the posts
    are very quick for starters. May you please lengthen them a bit from subsequent time?
    Thanks for the post.

  2. Having read this I believed it was very informative.

    I appreciate you spending some time and energy to put this short article together.
    I once again find myself personally spending a significant amount of time
    both reading and posting comments. But so what, it was still worthwhile!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.