Quem recebe BPC de R$ 1.045 ou pensão por morte tem direito ao 13° salário?

0

Os segurados que recebem pensão por morte e benefício de prestação continuada, tem direito ao 13° salário?

Na matéria de hoje vamos explicar se esses tipos de segurados têm direito de receber esse abono salarial do final de ano. 

Já adiantamos que quem recebe a pensão por morte poderá contar com o 13° salário, mas para as pessoas que são cadastradas no Benefício de Prestação Continuada, conhecido como LOAS não terá direito  a parcela extra, até porque o LOAS trata-se de um auxílio assistencial. 

O projeto Lei 2366/20 tem o objetivo de mudar esse detalhe, ou seja, dar ao BPC o direito de receber o 13° salário

O que é 13° salário?

O 13° salário é uma gratificação de Natal, é uma espécie de salário extra, que é concedida a todo trabalhador formal que trabalha com carteira assinada. 

Este benefício foi implementado no Brasil em 1962, através da Lei 4.090/62, durante o mandato do então presidente João Goulart. 

Esta gratificação que a cada mÊs trabalhado o empregado tenha direito ao recebimento extra, que corresponde a 1/12 (um doze avos) do seu salário. 

Sendo assim o valor deste abono é o mesmo do salário mensal do empregado caso ele tenha mantido vínculo com a empresa por 12 meses. 

Proposta 

Também está sendo proposto pelo programa os reajustes nos pagamentos anuais do bolsa família, sempre a partir  do primeiro dia de janeiro. 

Levando em consideração o índice de preços no Consumidor (INPC) ou não tendo esse índice, poderá usar o índice nacional de preços ao consumidor amplo (IPCA).

O intuito é que o valor do abono seja proporcional ao número de meses que o brasileiro recebeu o benefício, portanto somente é considerado um mês completo após 16 dias. 

As pessoas que possuem deficiência de qualquer idade e idoso com mais de 65 anos em situação de pobreza, receberá o BPC num valor de um salário mínimo mensalmente. 

O BPC/LOAS é oferecido para aquelas pessoas que nunca contribuíram com o INSS e além disso é necessário que o beneficiário tenha  uma renda familiar per capita de até  ½ do salário mínimo e estar cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico). 

Outras Propostas 

Também está proposto no projeto, que para compensar as despesas com dois abonos natalinos, que o Imposto de Renda seja recolhido sobre os rendimentos de fundos de investimento fechados e também de fundos de investimento em participações. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Por Laís Oliveira